Publicado 24 de Novembro de 2012 - 12h02

Por France Press

Em seu discurso, o papa Bento XVI destacou que a Igreja pertence 'a todos os povos e expressa as diversas culturas dos distintos continentes'

FRANCE PRESS

Em seu discurso, o papa Bento XVI destacou que a Igreja pertence 'a todos os povos e expressa as diversas culturas dos distintos continentes'

O Papa Bento XVI nomeou neste sábado, em cerimônia solene na basílica de São Pedro, seis novos cardeais, na quinta promoção de seu pontificado.

 

Os novos "príncipes" da Igreja, incluindo um da América Latina - o colombiano Rubén Salazar Gómez, Arcebispo de Bogotá -, receberam o chapéu vermelho, além do título e do anel de cardeais, durante uma cerimônia simples, com a presença de cerca de cem cardeais de todo o mundo.

 

Na lista dos novos príncipes da Igreja figuram ainda o norte-americano James Harvey, prefeito da Casa Pontifícia; Bechara Boutros Rai, patriarca Maronita de Antioquia; John Olorunfemi Onaiyekan, arcebispo de Abuja; Luis Antonio Tagle, arcebispo de Manila, e Baselios Cleemis Thottunkal, arcebispo de Trivandrum da igreja Siro-Malankarese.

 

Trata-se em sua maioria de religiosos que vivem em países com graves conflitos e que são testemunhas da complexidade da Igreja fora do velho continente.

 

Com estas designações, o papa alemão responde indiretamente às críticas de "eurocentrismo" lançadas no início do ano após ter designado em fevereiro 16 cardeais provenientes da Europa, de 22 escolhidos, dos quais sete eram italianos.

Com as nomeações deste sábado, o Colégio dos Cardeais ficará composto de 211 membros, dos quais 120 têm mais de 80 anos e têm direito a voto em um eventual conclave ou eleição papal.

"Ao receber o chapéu vermelho, lembre-se que você deve estar preparado para se comportar com força pelo aumento da fé cristã, pela paz e pela tranquilidade do povo de Deus", disse o Papa ao entregar o chapéu que simboliza a fidelidade à Igreja.

 

Em seu discurso, o papa Bento XVI destacou que a Igreja pertence "a todos os povos e expressa as diversas culturas dos distintos continentes".

 

"Não se trata de uma comunidade local que cresce e que se expande lentamente, mas sim de algo destinado ao universal, à totalidade e que carrega dentro de si a universalidade", afirmou.

 

A América Latina, com 46% de todos os católicos do mundo, possui agora 21 cardeais eleitos, contando o novo cardeal colombiano, atual presidente da Conferência Episcopal Colombiana.

 

Nenhum europeu figura na lista de empossados, embora eles representem o maior grupo de cardeais, com 62, seguidos por 21 latino-americanos, 14 norte-americanos, 11 africanos e 11 asiáticos.

 

Também não figura na lista de novos cardeais nenhum italiano, o que reduz o peso de uma das igrejas mais representativas no colégio.

Escrito por:

France Press