Publicado 23 de Novembro de 2012 - 13h25

Por France Press

Especialistas britânicos buscam decifradores que possam traduzir o conteúdo de uma mensagem codificada encontrada na pata do esqueleto de um pombo-correio morto há 70 anos, em plena Segunda Guerra Mundial.

 

Segundo a BBC, um limpador de chaminés encontrou o cadáver da pomba quando limpava uma chaminé em Surrey (sudeste da Inglaterra) com um estojo vermelho atado a uma pata. Dentro, havia um pedaço de papel enrolado com a inscrição "Serviço de Pombo" com 27 blocos de letras redigidas a mão.

 

Os decifradores do Government Communications Headquarters (CGHQ) - um centro ultrassecreto de escutas e de interceptação britânico muito bem-sucedido na guerra secreta contra os nazistas - tiveram que reconhecer que seus computadores não conseguiram decifrar o conteúdo.

 

"Este tipo de mensagens utilizadas nas operações eram concebidas de tal maneira que apenas o emissor e o receptor pudessem decifrá-las", disse Tony, um historiador que pediu que apenas seu nome fosse revelado.

 

Cerca de 250.000 pombos-correios foram utilizados durante a Segunda Guerra Mundial, em particular para transmitir informações entre o continente ocupado e a Inglaterra. Agora a esperança é que exista algum decifrador ainda vivo que possa resolver o enigma.

Escrito por:

France Press