Publicado 09 de Novembro de 2012 - 12h43

Por France Press

Um explosivo colocado por um desconhecido no sapato que um deputado paquistanês havia deixado na porta de uma mesquita antes de entrar no templo feriu 12 pessoas, incluindo o parlamentar, mas nenhuma vítima corre risco de morrer, informaram fontes oficiais.

 

Uma pessoa colocou um explosivo no sapato de Ahmedan Bugti, deputado da Liga Muçulmana do Paquistão, que integra a coalizão que governa o país.

 

O parlamentar havia retirado o calçado para entrar em uma mesquita de Dera Bugti, 500 km ao leste de Quetta, capital da província de Baluchistão.

 

"A perna de Bugti sofreu ferimentos graves, ele foi levado de helicóptero para Quetta", declarou o ministro do Interior da província, Akbar Durrani.

 

Na província, rebeldes exigem mais autonomia política e uma divisão mais justa dos recursos da província, que tem reservas de petróleo e gás.

Escrito por:

France Press