Publicado 08 de Novembro de 2012 - 15h07

Por France Press

Nevasca atingiu cidades que sofreram com a passagem do furacão Sandy

France Press

Nevasca atingiu cidades que sofreram com a passagem do furacão Sandy

O nordeste dos Estados Unidos amanheceu nesta quinta-feira com novos cortes de eletricidade depois de sofrer sua primeira tempestade de inverno uma semana e meia após o furacão Sandy, uma combinação que deixava mais de 715 mil lares no escuro.

 

A forte nevasca que teve início na quarta-feira e se afastava da região nesta quinta-feira não provocou inundações, mas forçou o cancelamento de mais de 1.500 voos em Nova York, Nova Jersey, Filadélfia (Pensilvânia) e Boston (Massachusetts), antes da normalização dos aeroportos.

 

Segundo números do Departamento de Energia americano, 715.205 lares estavam sem energia elétrica nesta quinta-feira no nordeste do país, um aumento de mais de 92 mil em relação à manhã de quarta-feira, antes da nova tempestade.

 

Os novos cortes afetavam seis estados, principalmente Nova York e Nova Jersey (leste), que tinham 396.777 e 285.354 clientes sem luz, de acordo com a mesma fonte.

 

Assim, a nova tempestade não apenas interrompeu os trabalhos para normalizar a situação após o Sandy - que deixou mais de 100 mortos na região no dia 29 de outubro -, mas também piorou o estado do local, num momento em que são registradas temperaturas próximas a zero grau.

 

Em Nova York, o prefeito Michael Bloomberg havia aconselhado os que viviam em zonas costeiras atingidas pelo Sandy, como Rockaways (Queens, nordeste) ou Staten Island (sul), a se refugiarem em locais seguros, embora finalmente não tenham ocorrido inundações.

 

A tempestade se manifestou principalmente com uma forte nevasca que deixou um recorde de 11,9 cm no Central Park, de acordo com o The Weather Channel.

 

Em Nova Jersey, as autoridades de alguns povoados, como Brick, Middletown e Long Beach Island, ordenaram evacuações obrigatórias em bairros costeiros.

Escrito por:

France Press