Publicado 06 de Novembro de 2012 - 16h05

Por France Press

Nada impediu a americana Galicia Malone de votar nesta terça-feira, nem mesmo a chegada iminente de seu primeiro filho.

 

A mulher de 21 anos, moradora de Dolton, Illinois, subúrbio de Chicago, cidade de adoção do presidente Barack Obama, começou a sentir as primeiras contrações durante a madrugada.

 

Mas, em seu caminho para o hospital, insistiu em parar em seu centro de votação - situado na igreja New Live Celebration - para depositar seu voto, anunciou o administrador do condado de Cook, David Orr, em um comunicado de imprensa.

 

"Nunca votei, por isso isso marca uma grande diferença na minha vida", afirmou Malone à rádio WBBM de Chicago. "E quero que isso seja um trampolim (na vida) de minha filha, que isso a inspire", acrescentou.

 

"Tiro o chapéu para Galicia por não deixar que nada se pusesse em seu caminho para votar. Que exemplo incrível para a próxima geração", elogiou Orr, cujo escritório é encarregado de estabelecer os centros locais de votação no condado.

Escrito por:

France Press