Publicado 05 de Novembro de 2012 - 11h43

Por France Press

Ao menos 50 membros das forças do regime do presidente sírio Bashar al-Assad morreram nesta segunda-feira na explosão de um carro-bomba na província de Hama, centro do país, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"Ao menos 50 soldados e milicianos pró-regime morreram na explosão de um carro-bomba perto de um centro do exército", indicou Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH.

Além disso, nas últimas 24 horas mais de 30 pessoas morreram no campo palestino de Yarmuk, em Damasco, em confrontos entre o exército sírio e os rebeldes.

Na manhã desta segunda-feira, sete pessoas morreram em um ataque com morteiro no campo de refugiados, no qual vivem 150.000 palestinos.

Também nesta segunda-feira, várias pessoas ficaram feridas em um atentado cometido no bairro de Mazeh, oeste de Damasco, informou a televisão oficial síria, que atribuiu o ataque a "terroristas".

"A explosão em Mazeh Jabal foi provocada por uma carga depositada por terroristas na praça Arus al-Jabal, que estava lotada", informou a televisão estatal.

Segundo a emissora, os feridos estão em situação grave.

Mazeh é um importante bairro residencial que abriga embaixadas e edifícios dos serviços de segurança.

Escrito por:

France Press