Publicado 05 de Novembro de 2012 - 10h47

Por France Press

Líder religioso Dalai Lama faz denúncia contra governo chinês

France Press

Líder religioso Dalai Lama faz denúncia contra governo chinês

O líder espiritual tibetano Dalai Lama denunciou nesta segunda-feira, no Japão, a censura e brutalidade que os governantes da China utilizam para calar as vozes discordantes e pediu aos futuros dirigentes do país que mudem seus métodos.

 

"A era Hu Jintao acabou. Xi Jinping vai ser o novo presidente. Acho que não há alternativa salvo se ocorrer uma mudança política", declarou o Prêmio Nobel da Paz em Yokohama, no terceiro dia de uma visita de doze dias ao Japão.

 

Reunido em congresso a partir de quinta-feira, em Pequim, o Partido Comunista chinês vai eleger um novo presidente para os próximos dez anos. Cargo que muito provavelmente será ocupado pelo atual vice-presidente, Xi Jinping.

 

"O futuro presidente não terá outra opção a não ser aceitar a mudança nos próximos anos", acrescentou o líder espiritual de 77 anos.

 

"Hu Jintao começou a construir uma sociedade harmoniosa e estável. Mas, para ter uma sociedade estável, é preciso reduzir o abismo entre ricos e pobres. E é necessária uma justiça independente, uma imprensa livre e o estado de direito", insistiu.

Escrito por:

France Press