Publicado 05 de Novembro de 2012 - 10h32

Por Correio

Atualmente na reta final da missão, eles ainda precisam angariar cerca de R$ 100 mil até o fim do ano

Divulgação

Atualmente na reta final da missão, eles ainda precisam angariar cerca de R$ 100 mil até o fim do ano

Um grupo de 30 brasileiros lança hoje uma animação em vídeo que mostra a luta para a construção de uma escola na periferia de Monróvia, capital da Libéria, país localizado no sudoeste da África. A produção narra a trajetória do grupo que decidiu, há dois anos e meio, construir a Escola de Bambu, projeto idealizado pelo jornalista campineiro Vinicius Zanotti e que deu nome a um documentário já exibido em diversos festivais brasileiros. O vídeo retrata a precariedade em que os alunos ali estudam. Toda a renda arrecadada é revertida para a construção e os 30 bambuzeiros, como são chamados os voluntários, trabalham sem qualquer forma de remuneração.

 

Já na reta final do projeto, o grupo ainda precisa angariar cerca de R$ 100 mil até o fim do ano, uma vez que a obra começará a ser erguida em janeiro de 2013. O prazo para a conclusão do prédio é de seis meses, o que garante que o trabalho seja finalizado antes do longo período de chuvas que se inicia em julho. A unidade, que abrigará cerca de 300 crianças, será totalmente sustentável, com energia elétrica, banheiros e sistema de coleta de água – elementos inexistentes na comunidade de Fendell, onde será erguida. Toda a prestação de contas do projeto pode ser acessada no site: www.escoladebambu.com

A Libéria ocupa a 6ª pior posição no ranking do IDH mundial, apenas 4% de sua área rural possui banheiros e, atualmente, está na pior colocação quando é medido o número de acessos à internet: apenas 2.800 computadores em todo o país estão conectados na rede. Quem quiser acompanhar as notícias do projeto, basta curtir a página no Facebook: www.facebook.com/escoladebambu

As informações são de assessoria de imprensa 

Escrito por:

Correio