Publicado 09 de Novembro de 2012 - 19h45

Por Agência Estado

O goleiro Bruno  prometeu muita luta nesta reta final do Brasileirão

Divulgação

O goleiro Bruno prometeu muita luta nesta reta final do Brasileirão

Apesar da pressão da torcida e da ameaça de violência em caso de rebaixamento, o goleiro Bruno negou nesta sexta-feira (09/11) que exista um clima de medo no elenco palmeirense. Segundo ele, o time do Palmeiras teve uma semana tranquila de trabalho para encarar o líder Fluminense no domingo (11/11), em Presidente Prudente, pela 35ª rodada do Brasileirão.

"O time não está jogando com medo. Dentro do vestiário, os jogadores estão tranquilos", revelou Bruno, que é um dos líderes do elenco palmeirense. "A semana foi boa de treinos, a gente teve tranquilidade para trabalhar. Apesar do momento ser complicado e difícil, só com tranquilidade a gente vai conseguir sair dessa situação."

Segundo Bruno, não é a pressão externa que está fazendo o Palmeiras ter uma campanha tão ruim no Brasileirão. "A gente está pressionado desde o começo do ano. Quem não aprendeu a conviver com isso até agora, não aprende mais", disse o goleiro. "A gente está dando azar. Precisa caprichar um pouco mais para não repetir os erros."

Bruno também aproveitou a entrevista desta sexta-feira para prometer muita luta nesta reta final do campeonato. "A gente vai acreditar até o último momento. Enquanto tiver 0,01% de chance, a gente vai continuar lutando", avisou o goleiro. "Não vai faltar entrega, vontade e suor. A gente precisa das quatro vitórias e tenho certeza que, se a gente conseguir essas quatro vitórias, coisa boa vai acontecer."

O Palmeiras entra na 35ª rodada do Brasileirão com apenas 33 pontos, sete atrás do Bahia, o primeiro time fora da zona de rebaixamento. E, dependendo de outros resultados, pode cair para a Série B já no domingo, quando encara o líder Fluminense. Depois, o time ainda enfrentará Flamengo, Atlético-GO e Santos.

Escrito por:

Agência Estado