Publicado 09 de Novembro de 2012 - 17h12

Mesmo com estrelas como Bryant no time, Mike Brown largou muito mal

France Press

Mesmo com estrelas como Bryant no time, Mike Brown largou muito mal

O Los Angeles Lakers demitiu o técnico Mike Brown nesta sexta-feira (9). Com a folha de pagamento mais alta da NBA (mais de US$ 100 milhões por ano), o time de Los Angeles iniciou a temporada 2012/13 com apenas uma vitória nas primeiras cinco partidas. É o lanterna da Conferência Oeste.

 

No jogo desta sexta contra o Golden State Warriors, no Staples Center, o time deve ser dirigido por um dos auxiliares de Brown, Bernie Bickerstaff ou Chuck Person.

Nos bastidores, a expectativa era de que a diretoria do Lakers estava disposta a esperar mais seis partidas (todas em Los Angeles) para avaliar o trabalho do treinador, mas nas últimas 48 horas, em decisão unânime dos administradores do time, a saída do treinador foi definida.

Com o astro Kobe Bryant no elenco e as contratações de jogadores consagrados como Steve Nash e Dwight Howard, todos esperavam que o “Super-Lakers” atropelasse os adversários.

Dentro de quadra, as coisas não saíram como esperado. Nash ficou fora de alguns jogos por lesão e Howard ainda tenta recuperar a forma após a cirurgia nas costas, problema que inclusive o impediu de disputar o final da temporada passada e os Jogos Olímpicos de Londres.

Depois de perder os últimos oito jogos da pré-temporada, o Lakers iniciou o campeonato com três derrotas seguidas, o que não acontecia desde 1978.