Publicado 08 de Novembro de 2012 - 16h33

Fernando Alonso, piloto da Ferrari

France Press

Fernando Alonso, piloto da Ferrari

Apostando que chegará a Austin, nos Estados Unidos, com a lição de casa mais bem feita do que os rivais, Fernando Alonso acredita que a disputa da penúltima etapa do campeonato em um circuito novo para todos pode ser sua grande chance de encostar no líder Sebastian Vettel. O espanhol está 10 pontos atrás do alemão, com 50 ainda em jogo nas duas etapas finais.

 

“Quando você chega a um circuito novo é sempre complicado porque você tem de aprendê-lo logo de cara. Isso costuma nos favorecer, porque chegamos com as lições de casa mais bem feitas, nosso simulador funciona perfeitamente e talvez tenhamos a mais oportunidades de treinar. Veremos se conseguimos aproveitar isso”, afirmou o piloto, que revelou fazer até 300 voltas no simulador quando se prepara para estrear em um circuito.

 

Já seu companheiro, Felipe Massa, vê um empecilho para a Ferrari ter qualquer vantagem em Austin: perguntado sobre suas primeiras impressões a respeito do circuito, o brasileiro afirmou que o traçado se parece com duas pistas em que Vettel foi dominante, liderando todas as voltas.

 

“Eu guiei no simulador, achei algo na linha de Coreia e Índia, com reta grande, curvas de alta e um setor lento. Mas precisa chegar e ver, às vezes é diferente do que a gente pensa. A Red Bull foi forte nestas duas pistas, mas também esteve muito competitiva em Abu Dhabi”, relativizou o brasileiro.

 

A corrida norte-americana será dia 18 de novembro e pode decidir o campeonato caso Vettel abra mais 15 pontos em relação a Alonso. Se o espanhol não completar, um terceiro lugar basta ao alemão. Se Vettel for segundo, Alonso não pode ser mais que nono e, se vencer, o piloto da Ferrari evita o tricampeonato do rival chegando no mínimo em quarto.