Publicado 07 de Novembro de 2012 - 19h58

Por Agência Estado

Paulo André espera que o Corinthians retome o futebol apresentado na Libertadores

Divulgação

Paulo André espera que o Corinthians retome o futebol apresentado na Libertadores

Nem mesmo o risco de se machucar às vésperas do Mundial vai fazer os jogadores do Corinthians tirarem o pé nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Quem garante é o zagueiro Paulo André, um dos líderes do grupo e homem de confiança de Tite. Segundo o jogador, até mesmo no clássico com o São Paulo, dia 2 de dezembro, um dia antes de o time embarcar para o Japão, o Corinthians jogará com empenho.

"Esse tipo de jogo é bom para deixar o time pronto. Pela rivalidade, há sempre um risco maior de lesão, mas se entrar com o pé mole, a chance de se machucar é maior", disse.

Para Paulo André, inclusive, é fundamental o Corinthians jogar bem as próximas partidas porque o desempenho da equipe no Brasileiro terá reflexo direto no Mundial. "Não é porque vamos para o Japão que vamos diminuir o ritmo que nos levou ao patamar que conseguimos atingir", afirmou.

O zagueiro, porém, admitiu que o Corinthians não está, hoje, no mesmo nível de julho, quando conquistou a Libertadores de forma invicta. "Sem dúvida o nosso auge foi no dia 4 de julho, na final contra o Boca Juniors, mas nunca baixamos a guarda. Nosso objetivo é retomar aquele patamar nesta reta final do Brasileiro e nos dois jogos do Mundial, e estamos trabalhando para isso", disse.

Parte do planejamento de Tite para conseguir fazer a equipe voltar a jogar bem é não focar apenas no Chelsea, possível adversário na final do Mundial. O treinador, segundo Paulo André tem insistido que o time tem de, nesse momento, se concentrar no adversário da semifinal. "Ele tem batido nessa tecla. Vai ser um jogo difícil, decidido nos detalhes."

Escrito por:

Agência Estado