Publicado 07 de Novembro de 2012 - 18h32

Por Agência Estado

O presidente Arnaldo Tirone recebeu ameaças da torcida palmeirense: tensão

Cedoc/RAC

O presidente Arnaldo Tirone recebeu ameaças da torcida palmeirense: tensão

Um total de 250 policiais militares fará a segurança do jogo Palmeiras e Fluminense no Estádio Eduardo José Farah, o Prudentão, em Presidente Prudente, extremo oeste paulista, no domingo (11/11). Com a ajuda da Cavalaria e do Helicóptero Águia, a tropa será formada por PMs de Presidente Prudente, Presidente Venceslau e Dracena. Eles vão garantir a segurança dentro e fora do estádio, cujas vias de acesso serão interditadas na madrugada de domingo.

O Palmeiras entrará em campo correndo o risco de cair para a Série B se perder do Fluminense. Já o time carioca pode ser campeão em caso de vitória. Tudo isso dependendo de combinação com outros resultados.

Torcedores dos dois times não vão se encontrar e nem se ver na entrada do Prudentão, que abrirá às 14h, três horas antes do jogo. Para evitar o contato físico, eles serão separados por tapumes. Os palmeirenses ficarão nas arquibancadas dos setores amarelo e verde. Já a torcida do Fluminense vai ocupar o setor azul.

As torcidas uniformizadas do Palmeiras serão escoltadas pela Polícia Militar de São Paulo até Prudente. Os ônibus ficarão em um estacionamento ao lado do estádio.

INGRESSOS - Um total de 44.347 ingressos começarão a ser vendidos na quinta-feira (08/11). É quase a capacidade total do Estádio Eduardo José Farah, que pode receber até 46 mil torcedores. Os preços dos bilhetes custam R$ 30,00 e R$ 40,00 para lugares nas arquibancadas. Já na área VIP o torcedor desembolsa R$ 60,00. Na área coberta, o ingresso custa R$ 150,00. A meia entrada custa a metade desses valores.

Escrito por:

Agência Estado