Publicado 06 de Novembro de 2012 - 22h16

Por Carlos Rodrigues

Fabrício (à dir.) marcou o primeiro gol do Guarani na partida

Leandro Ferreira/AAN

Fabrício (à dir.) marcou o primeiro gol do Guarani na partida

Demorou, mas finalmente o Guarani voltou a dar alegrias a seu torcedor. Nesta terça-feira (06/11), repleto de modificações, o Bugre derrotou o ASA por 2 a 1 no Brinco de Ouro e acabou com um jejum de dez partidas sem vitória. Além disso, ganhou um respiro na luta contra o rebaixamento. Fabrício e Clebinho anotaram os gols do Guarani e Montoya (contra) marcou o tento dos visitantes.

Disposto a mudar a cara do Bugre, o técnico Vilson Tadei promoveu várias alterações na equipe. Então titulares absolutos, o lateral-direito Oziel, o meia Danilo Sacramento e o atacante Schwenck foram barrados e deram lugar a Medina, Fabrício e Ronaldo, respectivamente. Cheio de novidades, o Guarani ficou em cima do ASA durante todo o primeiro tempo. Mas o domínio do jogo e posse de bola não adiantaram, já que o alviverde sofreu com a dura marcação adversária e errou muito. Na única chance clara, Fumagalli não aproveitou. Os alagoanos, jogando sem pressão, apenas se fecharam e sequer assustaram.

Na volta do intervalo, Tadei deixou o time mais ofensivo com a entrada de Clebinho. Coincidência ou não, o gol saiu cedo. Logo a 2', Fabrício arriscou belo chute de fora da área e marcou pela primeira vez com a camisa bugrina. A abertura do placar deu certa tranquilidade ao Bugre, que ainda criou outras boas oportunidades em seguida. Sem nada a perder, o ASA acordou e tentou beliscar pelo menos o empate. O time alagoano empurrou o Guarani para o campo de defesa e passou a assustar, deixando apreensivos os 1.683 bugrinos que foram ao Brinco. Só aos 45', veio o alívio. Em chute colocado, Clebinho fez outro belo gol. Na sequência, Montoya cabeceou contra as próprias redes e marcou o de honra do ASA, mas não havia mais tempo para reação e o Guarani pôde comemorar o reencontro com a vitória.

Na sexta-feira (09/11), o Bugre volta a campo fora de casa, diante do Avaí. No mesmo dia, o ASA recebe o Atlético-PR, em Arapiraca.

Escrito por:

Carlos Rodrigues