Publicado 30 de Novembro de 2012 - 9h34

Por Agência Estado

Técnico do San Antonio Spurs, Gregg Popovich

France Press

Técnico do San Antonio Spurs, Gregg Popovich

Em uma decisão que deixou indignado o comissário geral da NBA, David Stern, o técnico Gregg Popovich resolveu poupar os astros Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginóbili do jogo que o San Antonio Spurs travou com o Miami Heat, na noite da última quinta-feira, fora de casa, onde a franquia da Flórida venceu por 105 a 100 em confronto válido pela temporada regular da competição.

 

Popovich não levou para Miami o trio de estrelas com a justificativa de que precisaria dar descanso aos atletas, que vinham de uma maratona de quatro jogos em cinco dias, mas a decisão não foi bem aceita por David Stern. O comissário da NBA a qualificou como "inaceitável", pediu desculpas aos torcedores e prometeu "punições substanciais" ao Spurs.

 

O confronto entre Heat e Spurs, transmitido ao vivo em rede nacional pela TNT nos Estados Unidos, era a principal atração da noite passada na NBA, que teve apenas uma outra partida nesta quinta, entre Golden State Warriors e Denver Nuggets.

 

Mas, apesar da indignação de Stern, o atual campeão da NBA não teve facilidade para confirmar o seu favoritismo diante de um rival que não contou com a sua força total. Com uma equipe mista a franquia do Texas só foi ser superada de fato na partida no minuto final e travou um duelo equilibrado com o Heat, que foi batido por 27 a 22 no primeiro quarto do duelo e por uma diferença de seis pontos no terceiro.

 

Popovich, por sua vez, se recusou a comentar as declarações de Stern, enquanto Chris Bosh, que ajudou o Miami com 18 pontos e 12 rebotes, admitiu: "Sobrevivemos". "Eles (do Spurs) têm um grupo de jogadores talentosos. Sei que realmente ninguém vai dar crédito, mas são um grupo duro (de vencer)", completou.

 

Sem Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginóbili em quadra, o brasileiro Tiago Spliter acabou começando o jogo da última quinta como titular do Spurs e não decepcionou. O ala/pivô marcou 18 pontos, apanhou nove rebotes e fez duas assistências, sendo que foi o segundo maior pontuador da sua equipe, ficando atrás apenas de Gary Neal, que contabilizou 20 ao total.

 

O cestinha do confronto foi o astro LeBron James, com 23 pontos, enquanto seus companheiros Ray Allen e Dwyane Wade vieram logo atrás, respectivamente com 20 e 19 cada um para ajudar a assegurar o triunfo sofrido da equipe da casa.

 

Na outra partida disputada nesta noite de quinta-feira, o Golden State Warriors superou o Denver Nuggets, também no sufoco, por 106 a 105, em casa. Com 31 pontos para o time vencedor, David Lee foi o maior destaque do duelo, enquanto Andre Iguodala foi o maior pontuador da equipe visitante, com 22 ao total.

 

RONDO É PUNIDO

Rajon Rondo, armador do Boston Celtics, foi suspenso por duas partidas após ter dado início a uma grande confusão no jogo contra o Brooklyn Nets, na última quarta-feira. O jogador foi punido por ter partido para cima de Kris Humphries depois de o rival ter feito uma falta dura em Kevin Garnett, o que provocou um tumulto entre todos os jogadores e causou as expulsões de Rondo, Humphries e Gerald Green, este também do Nets.

 

Além da punição a Rondo, a NBA aplicou uma multa de US$ 35 mil a Green e de US$ 25 mil a Garnett. Essa foi a terceira suspensão sofrida pelo armador do Celtics em apenas nove meses.

 

Confira as partidas desta sexta-feira na NBA:

 

Toronto Raptors x Phoenix Suns

 

Charlotte Bobcats x Philadelphia 76ers

 

Orlando Magic x Brooklyn Nets

 

Boston Celtics x Portland Trail Blazers

 

New York Knicks x Washington Wizards

 

Atlanta Hawks x Cleveland Cavaliers

 

Memphis Grizzlies x Detroit Pistons

 

Oklahoma City Thunder x Utah Jazz

 

Minnesota Timberwolves x Milwaukee Bucks

 

Sacramento Kings x Indiana Pacers

 

Los Angeles Lakers x Denver Nuggets

Escrito por:

Agência Estado