Publicado 29 de Novembro de 2012 - 21h25

Por Agência Estado

O Flamengo vive um período de indefinições políticas e esportivas. Antes da eleição de segunda-feira (03/12), serão poucas as decisões a serem tomadas pelo técnico Dorival Júnior e o diretor Zinho. Contratações, dispensas e renovações terão de aguardar o resultado do pleito rubro-negro.

Por isso, os jogadores vivem dias de ansiedade sem saber sobre o seu futuro. "Alguns atletas estão cientes da renovação, vamos conversar com jogadores que estão terminando contrato. Aqueles que não vão ficar serão comunicados, mas acho que ainda não é o momento de falar com quem não vai permanecer, pois gera um constrangimento", disse Zinho, que tem contrato até o fim do ano e deve deixar o cargo em caso de derrota da presidente Patricia Amorim.

Em meio ao agito eleitoral, a sede da Gávea passou por um grande susto. O ginásio Cláudio Coutinho, onde treina a equipe de ginástica artística, pegou fogo pela manhã e ficou parcialmente destruído. Prejuízo estimado de R$ 800 mil.

A Polícia investiga as causas do acidente. Sócios relataram que uma obra ao lado do ginásio utilizava soldas no momento do incêndio, mas um vídeo do circuito interno de câmeras registrou um homem passando pelo local onde se iniciaram as chamas e se abaixando rapidamente.

"Na imagem fica nítido que uma pessoa passa por um local que estava fechado, que ninguém circulava. Dá para ver que ele joga, faz alguma coisa. Depois começa o fogo, é muito suspeito. Esperamos que a perícia preliminar saia no mais tardar até sexta-feira (30/11). Temos que aguardar, mas tudo indica que foi criminoso", disse o advogado Marco Aurélio Assef.

Escrito por:

Agência Estado