Publicado 28 de Novembro de 2012 - 17h54

Por Agência Estado

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, anunciou nesta quarta-feira (28/11) a doação de 50 mil ingressos da Copa de 2014 para indígenas do Brasil e beneficiários do programa Bolsa Família. A entrega simbólica dos bilhetes ao governo federal foi feita para o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, após a reunião do Comitê Organizador Local (COL) realizada em São Paulo.

"Resolvemos pensar em todos que não têm facilidade em assistir aos jogos da Copa", discursou Valcke, dizendo ter "um presente para o Aldo Rebelo" quando fez a entrega simbólica dos ingressos. Segundo o dirigente da Fifa, a responsabilidade de distribuir os bilhetes será do governo brasileiro.

Revelando surpresa pela iniciativa da Fifa, Aldo Rebelo não explicou como serão distribuídos os 50 mil ingressos doados nesta quarta-feira. Ele admitiu, porém, que a prioridade será dar os bilhetes para as crianças das famílias que fazem parte do programa Bolsa Família.

"Agradeço a Fifa pelo gesto de elevado significado para o nosso País e nosso povo. É um gesto de homenagem ao país do futebol, principalmente aos mais pobres, que têm dificuldade até para comprar a meia-entrada. O povo brasileiro ama o futebol. Para o Brasil, o futebol tem uma expressão além de uma modalidade esportiva. É um elemento da nossa identidade, nossa cultura, nosso imaginário e nossa formação social", disse Aldo Rebelo. "Vamos procurar que chegue às crianças."

O preço dos ingressos para a Copa chegou a causar atritos entre a Fifa e o governo federal no passado. Mas as divergências já ficaram para trás, depois da criação de cota de bilhetes com valores populares e da adoção da meia-entrada. Para completar, a entidade agora presenteia o Brasil com essa doação para os beneficiários do Bolsa Família e os indígenas.

Escrito por:

Agência Estado