Publicado 23 de Novembro de 2012 - 16h32

Por Agência Anhanguera

Mano Menezes estreou à frente da Seleção Brasileira no dia 10 de agosto de 2010. Neste período, conseguiu 26 vitórias, seis empates, sete derrotas e dois únicos troféus: os do Superclássico das Américas de 2011 e 2012.

A trajetória de Mano no comando da equipe nacional foi sempre cercada de muitas polêmicas e poucos resultados entusiasmantes. O treinador colecionou fracassos na Copa América e na Olimpíada de Londres, no meio do ano, e viu a seleção canarinho despencar no ranking mensal de seleções da Fifa.

Porém, recentemente o técnico vinha recebendo elogios por três boas atuações contra Iraque (6 a 0), Japão (4 a 0) e Colômbia (1 a 1), além da conquista do segundo Superclássico na última quarta.

No total, Mano chamou 102 jogadores diferentes para a Seleção Brasileira. Promoveu Neymar ao posto de ídolo do time nacional e tirou de cena Paulo Henrique Ganso. O zagueiro Thiago Silva, o meia Kaká, o lateral-direito Daniel Alves e o volante Ramires foram os remanescentes da Copa de 2010 que sobreviveram às experiências do treinador.

Escrito por:

Agência Anhanguera