Publicado 23 de Novembro de 2012 - 11h36

Por Agência Estado

Bar em Roma ficou destruído após o confronto de torcedores

France Press

Bar em Roma ficou destruído após o confronto de torcedores

Dois torcedores, identificados como fãs da Roma, foram presos após terem sido acusados de tentativa de assassinato no conflito que deixou pelo menos sete pessoas feridas, na madrugada da última quinta-feira, quando seguidores do Tottenham foram vítimas de um ataque enquanto estavam em um tradicional pub na capital italiana. Eles se reuniram no local por causa da disputa do confronto com a Lazio, válido pela Liga Europa.

 

Entre as sete pessoas feridas, uma delas chegou a ter sido perfurada por uma faca no bar que fica na praça Campo de Fiori. Após o ataque, que foi orquestrado por cerca de 50 criminosos, todos os feridos foram encaminhados a um hospital.

 

Inicialmente, a polícia local acreditava que os agressores eram hooligans da Lazio, embora eles estivessem com seus rostos cobertos por capacetes de motos ou lenços durante o ataque aos fãs do Tottenham. Porém, um comunicado distribuído nesta sexta informou que, após investigações que envolveram 15 pessoas e buscas feitas em residências de suspeitos, acabaram sendo presos Francesco Ianari, de 26 anos, e Mauro Pinnelli, de 25, que são torcedores da Roma. Eles são suspeitos de tentativa de assassinato e outras acusações.

 

Testemunhas disseram que os hooligans gritaram a palavra "judeu" durante o ataque da última quinta-feira, o que indica também a possibilidade de antissemitismo como motivação para os agressores. Torcedores do Tottenham são frequentemente chamados de "Exército Judeu" e a equipe é conhecida por possuir um grande número de fãs que fazem parte da comunidade judaica no norte de Londres.

 

Horas após o ataque, Lazio e Tottenham entraram em campo pela Liga Europa, na última quinta-feira, e empataram por 0 a 0 em um jogo muito equilibrado no Estádio Olímpico, em Roma, pelo Grupo J da competição. O resultado classificou o time italiano, líder da chave, para a próxima fase do torneio.

Escrito por:

Agência Estado