Publicado 25 de Novembro de 2012 - 10h29

Morador dá os últimos retoques na árvore de 6 metros de altura feita com a grama que sobrou de um campinho do local: tudo feito com materiais recicláveis e criatividade

CESAR RODRIGUES/AAN

Morador dá os últimos retoques na árvore de 6 metros de altura feita com a grama que sobrou de um campinho do local: tudo feito com materiais recicláveis e criatividade

A vizinhança da Avenida 2, no Jardim Campineiro, em Campinas, já entrou com tudo no clima de Natal. Eles se juntaram, arrecadaram diversos materiais como garrafas pet, bolinhas brilhantes, tinta, enfeites e, com a criatividade da artesã Neusa Silva, de 55 anos, que mora no local, tudo está pronto. Segundo ela, a única coisa que falta agora é energia elétrica. “A gente juntou um monte de luzes pisca-pisca, mas não tem energia elétrica disponível só pra isso. Enquanto a gente não consegue, colocamos uma extensão na casa do vizinho e a noite dá pra ligar as luzes”, conta a artesã.

A vizinhança faz isso há 5 anos, mas em 2012 conseguiu um espaço maior. A ideia saiu da cabeça da Neusa, que é a “faz-tudo” do bairro, e o pessoal se empolgou na hora pra participar. “Eles me dão um pouco de tudo. No final das contas, não gastamos R$ 1 sequer”. Ela ficou cerca de 4 horas por dia montando os enfeites. “Teve gente que me ajudou na pintura também”. A árvore de Natal, principal enfeite da decoração, tem cerca de 6 metros de altura e foi feita com a grama que sobrou de um campinho que um dos vizinhos ajeitou. “Tem também bonecos de neve. Eles são feitos de pet, nós pintamos e fizemos os detalhes. Tem o pai, a mãe, o filho e a filha”, brinca Neusa, enquanto mostra os enfeites e ajeita a gravata do boneco.

A garotada passa pelo local o dia todo, seja a pé ou de bicicleta, e para no meio do caminho só pra olhar a obra de arte ou pra brincar ali no meio. “Todo mundo é um pouco vigilante e toma conta do cenário. Ninguém estraga”. No dia 20 de dezembro, segundo a artesã, vai aparecer até um Papai Noel ali pra receber os pedidos da criançada.