Publicado 24 de Novembro de 2012 - 8h49

Edmeire, que sofre de transtorno bipolar, afirmou que pretende voltar a trabalhar e ainda sonha em um dia ver Dilma de perto.

CEDOC

Edmeire, que sofre de transtorno bipolar, afirmou que pretende voltar a trabalhar e ainda sonha em um dia ver Dilma de perto.

Depois de ficar quase dois meses em Brasília, está de volta a Campinas a fã da presidente Dilma Rousseff, Edmeire Celestino, de 29 anos, que fez uma peregrinação na Capital federal na tentativa de tentar falar com a petista. Se dizendo apaixonada por Dilma, Edmeire tentou invadir o Palácio do Planalto e rondou o Palácio da Alvorada por diversas vezes.

Durante o tempo que ficou no Distrito Federal, a campineira morou na rua e contou com apoio de assistentes sociais da cidade. Segundo a mãe dela, Neusa Ferreira da Silva, a filha voltou de Brasília após passar por tratamento em um hospital do DF. “Agora estou aliviada”, comemorou a mãe, que disse que a filha voltou a Campinas no início do mês. “Ela está mais tranquila agora e voltou a fazer tratamento no Caps (Centro de Atendimento Psicossocial).”

Edmeire, que sofre de transtorno bipolar, afirmou que pretende voltar a trabalhar e ainda sonha em um dia ver Dilma de perto. “Eu gosto da Dilma porque ela é verdadeira, mas vou tentar me encontrar com ela aqui em Campinas”, afirmou.