Publicado 23 de Novembro de 2012 - 16h16

Por Raquel Valli

A Black Friday brasileira, que entra neste ano na sua terceira edição, está congestionando os sites de compra e muitos internautas exercitam a paciência desde as primeiras horas do dia. Se você é um deles, envie sua história para a gente pelo [email protected]

A promoção imita a tradição norte-americana de realizar vendas com altos descontos após o Dia de Ação de Graças.

Desde manhã, a campineira Lia Rodrigues está tentando comprar um computador para o filho, mas sem sucesso. “Tentei inclusive pelo telefone, mas não consegui”. Em relação à internet, Lia só encontrou sites fora do ar e lentidão no carregamento de vitrines virtuais.

O mesmo ocorre com Danilo Boaventura. “Desde às 10h tento comprar pelo sites Submarino, Extra e Americanas, e não é possível porque só dá erro. Já tentei por telefone o dia todo e pelos sites também, mas não consigo. Agora, por que fazer um dia de compra barato se não é possível (concretizá-lo)? Que falta de respeito com o consumidor!, escreveu ao Correio.

Procon

Devido ao problema de congestionamento, o Procon-SP -órgão de defesa do consumidor vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania- notificou na tarde desta sexta-feira (23) as seguintes lojas: Americanas.com, Extra (lojas física e virtual), Fast Shop, Ponto Frio, Saraiva, Submarino e Wal-Mart.

Além da lentidão, a notificação ocorreu, também, por indícios de maquiagem nos descontos oferecidos. Ela foi feita com base em denúncias de 40 consumidores, que as fizeram através dos canais de atendimento do órgão e das páginas da entidade nas redes sociais.

O prazo para as lojas respondam é até a próxima sexta-feira (30). Se autuadas, responderão a processo administrativo e podem ser multadas com base no artigo 57 da Lei 8.078/90 (Código de Defesa do Consumidor). A multa varia entre R$ 450 a R$ 6,5 milhões.

Campinas

A expectativa de lucro para o comércio da cidade (devido à megaliquidação) é, por ora, “insignificante”, explica a presidente da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), Adriana Flosi. “É que a grande massa da população local desconhece a BlackFriday, não sabe nem o que é, não sabe nem do que se trata; por isso, não há, no momento, significância para nós”.

 

Em relação à notificação do Procon às grandes redes varejistas, disse que, caso as denúncias sejam confirmadas, que tratam-se de práticas inadequadas. Frosi comentou, ainda, que a Acic faz uma série de campanhas durante o ano todo incentivando as empresas locais a trabalhar dentro da lei.

Orientações

Aos consumidores que desejam aproveitar a Sexta-Feira Negra, o Procon dá três orientações básicas: primeiro: pesquise preços, a fim de verificar se há de fato uma oferta como o prometido.

 

Segundo: caso a oferta não seja verdadeira, a denuncie ao órgão para que medidas cabíveis possam ser tomadas. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) caracteriza como “publicidade enganosa” as que têm preços inflados e cujos descontos foram forjados.

 

E, em terceiro (em relação à velocidade): retente fazer a compra por mais de uma vez. Caso não consiga efetuá-la depois da segunda tentativa, registre uma reclamação no SAC da loja e denuncie o fato à entidade. A lentidão que impede que a compra on-line seja efetivada é “não cumprimento à oferta”, informa o Procon.

Diferencial

O supermercado Pão de Açúcar, uma das grandes redes que não foram notificadas, informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que um dos motivos de seu diferencial é que vem preparando-se há seis meses para a megapromoção.

Para tanto, preparou-se nos aspectos técnicos (para poder receber um volume maior de acessos à loja virtual) e nos de negociação com fornecedores (para concretizar os descontos nos preços finais dados aos clientes).

Esta é a primeira vez que o supermercado participa da Black Friday e, segundo a rede, está oferecendo descontos de 20% a 50% em diversas categorias de produtos. A peixaria, por exemplo, oferece bacalhau (seco e congelado) e camarões (frescos e congelados) com 20%. A mesma porcentagem é oferecida à linha Casa, às plantas e flores, rótulos de cervejas especiais e sorvetes premium. Já a linha de fundue, está com seus preços 50% menores.

A estimativa do Pão de Açúcar é fechar o período promocional, que dura até esta meia-noite, com 40% a mais de vendas.  

Escrito por:

Raquel Valli