Publicado 07 de Novembro de 2012 - 9h28

Cones isolam terceiras faixas nos dois sentidos da Rodovia Campinas-Mogi, no km 123, em trecho em Campinas: prontas para liberação

Érica Dezonne/AAN

Cones isolam terceiras faixas nos dois sentidos da Rodovia Campinas-Mogi, no km 123, em trecho em Campinas: prontas para liberação

A liberação da terceira faixa nas duas pistas da Rodovia Adhemar de Barros (SP-340), conhecida como Campinas Mogi-Mirim, depende apenas de uma vistoria técnica da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) para ser realizada. Os trechos já estão concluídos e separados das demais pistas apenas por cones. Eles passam apenas por ajustes finais de pinturas de sinalização. A Artesp informou que deve vistoriar o trecho nos próximos dias.

A concessionária Renovias iniciou em março as obras de abertura de terceiras faixas nas duas pistas da Rodovia Adhemar de Barros entre os Kms 119 e 123, em Campinas. Além desse trecho, foi construída uma faixa adicional na pista Sul da rodovia, no sentido Jaguariúna-Campinas, entre os Kms 124,9 e 123,9, próximo ao pedágio de Jaguariúna. De acordo com a concessionária, no total, serão mais nove quilômetros de faixas. O investimento na obra é de cerca de R$ 12 milhões e o prazo de conclusão era abril de 2013, mas acabou sendo finalizada com quase cinco meses de antecedência.

Diariamente, cerca de 36 mil veículos trafegam nos dois sentidos da pista. A primeira etapa de implantação de faixas adicionais foi realizada entre 2005 e 2006 e contemplou as duas pistas, desde o início da rodovia até o acesso ao Jardim Miriam, em Campinas. Na ocasião, foram implantados 9,8 quilômetros de terceiras faixas.

No ranking da Confederação Nacional de Transportes (CNT), a Adhemar Pereira de Barros apareceu no 15º lugar, classificada como “ótima”. No trecho Campinas/Jacareí, a SP-340 volta a aparecer, com a Rodovia Dom Pedro I (SP-065), com a avaliação “bom”.