Publicado 06 de Novembro de 2012 - 16h10

Corsa usado por bandidos apreendido diante 1º DP

Adagoberto Baptista/Correio

Corsa usado por bandidos apreendido diante 1º DP

Acusados de render um engenheiro de 50 anos e levá-lo em sequestro-relâmpago, dois homens e uma adolescente foram detidos por policiais militares do 8º Batalhão, na noite de segunda-feira (5), em Campinas. A vítima ficou refém do trio por cerca de 8 horas, após ser surpreendida em ataque em alça de acesso da Rodovia dos Bandeirantes, em Vinhedo. As detenções ocorreram na estrada vicinal que liga o distrito de Joaquim Egídio, em Campinas, a Valinhos.

 

Um dos homens presos, identificado na Polícia Civil como Douglas Perri Ramos, de 28 anos, o “Pipoca”, já possuía várias passagens criminais por roubos e receptação. De acordo com avaliação de policiais, seria integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa que age dentro e fora dos presídios. O outro homem preso, de 19 anos, é irmão da adolescente detida (de 16 anos).

 

O engenheiro foi surpreendido quando dirigia um veículo Santa Fé da Hyundai e entrava em alça de acesso da Rodovia dos Bandeirantes. O trio de bandidos estava em um Honda preto, que fechou a frente do engenheiro. O homem teve de parar a caminhonete e foi colocado no banco traseiro. Os ladrões saíram do local e levaram a vítima para o matagal perto de fazenda entre Joaquim Egídio e Valinhos.

 

Foi então que o trio se separou. “Pipoca” e a garota saíram para efetuar saques e o outro rapaz ficou a vigiar W.S., que era ameaçado, pois o bandido empunhava uma pistola semiautomática calibre 380. Foi quando o ladrão mantinha o engenheiro refém que PMs receberam informação sobre movimentação perto da fazenda e detiveram o ladrão, que contou sobre os comparsas. Então os policiais militares ficaram escondidos até o retorno de “Pipoca” e da garota, que já estavam em um Corsa Wind prata, de placas DDH-8327-São José dos Campos.

 

Os dois também foram detidos. Os bandidos tinham roubado corrente e pulseiras de ouro, telefones celulares e dinheiro da vítima. O Honda preto, usado inicialmente para a abordagem, os ladrões largaram no estacionamto do Aeroporto Internacional de Viracopos, conforme a PM verificou.