Publicado 06 de Novembro de 2012 - 9h07

Por Inaê Miranda

O prefeito de Pedreira e presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMC, Hamilton Bernardes

Carlos Souza Ramos/25out2011/AAN

O prefeito de Pedreira e presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMC, Hamilton Bernardes

Os prefeitos eleitos e reeleitos das 19 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) vão participar de uma capacitação sobre gestão pública. O curso está sendo organizado pela Agência Metropolitana de Campinas (Agemcamp) em parceria com a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa) com o objetivo de apresentar dados e informações que possam melhorar a gestão e potencializar o uso dos recursos aplicados no município. O curso será realizado no início de dezembro, com data e horário a serem definidos.

O Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam) irá desenvolver os conteúdos temáticos indicados pela Agemcamp. Entre os principais assuntos estão a implementação de políticas públicas, planejamento e controle orçamentário, compras públicas sustentáveis, receitas municipais, articulação inter-federativa, além das questões de interesse comum na RMC. Os cursos serão realizados em duas manhãs e a Agemcamp tenta conseguir a participação do governador Geraldo Alckmin (PSDB) no evento. Para o prefeito de Pedreira e presidente do

Conselho de Desenvolvimento da RMC, Hamilton Bernardes (PSB), a ideia da capacitação é permitir que os prefeitos assumam os cargos munidos da maior gama de informações das quais irão precisar. “Também vamos aproveitar para dar as boas vindas aos prefeitos eleitos”, disse.

O diretor-executivo da Agemcamp, João Alberghini, afirmou que alguns prefeitos assumem o cargo com uma mentalidade empresarial e se deparam com dificuldades. “Muitos vieram da iniciativa privada e não estão habituados com as normas da máquina pública. A ideia é passar para eles informações sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal, a Lei da Transparência, os prazos, relatórios e a postura em relação à administração que precisam adotar no mandato. E mesmo aqueles que já tiveram alguma experiência no Executivo serão orientados sobre as mudanças que ocorreram nos últimos anos. É uma oportunidade inclusive de troca de experiências”, explicou.

Em Campinas, o prefeito eleito Jonas Donizette (PSB) disse que, além do formato técnico, o encontro vai trazer um reforço político para a região com a presença do governador. Ele considerou como principal desafio dos novos prefeitos gerir a máquina pública com eficiência em resposta às demandas sociais e disse que o começo do ano é sempre muito difícil. “Já estou preocupado com algumas questões. Fiz um ofício para saber dos planos de enchentes, da limpeza de bueiros da cidade”, afirmou.

Veterano no Executivo, o prefeito reeleito de Indaiatuba, Reinaldo Nogueira (PMDB), considerou o curso importante. “Muitas vezes, a gente vem com uma mentalidade de empresa privada e quando entra no serviço público, regrado de leis, é difícil fazer com que nos primeiros seis meses a máquina consiga andar”, afirmou.

Faculdade traz ministro do STF para capacitar servidor  

 A Faculdade São Leopoldo Mandic lançou no final do mês passado o Núcleo de Estudos em Gestão Pública, direcionado a dar maior transparência aos atos da Administração municipal e capacitar servidores e agentes políticos. Entre os professores estão o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e o ex-secretário de Assuntos Jurídicos e de Gestão e Controle da Prefeitura de Campinas, André Laubenstein, hoje procurador da Unicamp e coordenador de projetos do núcleo.O curso é direcionado principalmente a ocupantes de cargos públicos, como servidores, vereadores, prefeitos e outros profissionais que atuem nesta área. Segundo Laubenstein, que coordenou o processo de abertura de documentos da Prefeitura de Campinas no início do ano com ações de auditoria, controle preventivo, transparência e controle social, a ideia surgiu desse tempo em que esteve no Executivo. “Fiz alguns cursos de capacitação de servidores que tiveram um sucesso grande, pois as informações repassadas davam ferramentas para melhorar o serviço prestado por eles e também o combate à corrupção”, disse. “Advogados ou pessoas que tenham contato com a administração e precisam entender como ela funciona e até cidadãos comuns podem fazer o curso”, contou.

Os cursos inicialmente devem atender à Região Metropolitana de Campinas (RMC) e Interior paulista. Entre os professores previstos para aulas do curso estão Gilmar Mendes, Gustavo Justino de Oliveira, Michèle Veloso Stoffel Barbieri, Mariana Villela Juabre de Campos e André Laubenstein Pereira.

Escrito por:

Inaê Miranda