Publicado 06 de Novembro de 2012 - 8h59

Por Milene Moreto

Ao fundo, Jonas Donizette comanda reunião de ontem com a bancada de deputados federais e estaduais de Campinas

Leandro Ferreira

Ao fundo, Jonas Donizette comanda reunião de ontem com a bancada de deputados federais e estaduais de Campinas

Mesmo antes de tomar posse, o prefeito eleito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), se comprometeu ontem com a bancada campineira de deputados federais e estaduais a instituir um “colegiado” para ouvir as demandas dos legisladores e a executar as propostas apresentadas pelos integrantes da Assembleia Legislativa e da Câmara dos Deputados. O pessebista afirmou também que vai orientar o seu futuro secretariado a “dar ouvidos” aos parlamentares e criar um departamento para cuidar dos projetos e da aplicação dos recursos transferidos por emendas e convênios.

Na reunião realizada numa sala de convenções do Hotel Vitória, em Campinas, sete deputados, do total de dez eleitos pelo município em 2010, estavam presentes. O deputado estadual Gerson Bittencourt (PT) e os deputados federais Paulo Freire (PR) e Guilherme Campos (PSD) não compareceram ao encontro. Jonas justificou a ausência de parte dos parlamentares em razão de compromissos assumidos anteriormente. O prefeito eleito disse que as rivalidades em período eleitoral deverão ser deixadas de lado e que o momento é de “união”, com o objetivo de promover políticas públicas para a cidade. Os três deputados ausentes apoiaram rivais de Jonas no pleito municipal.

Uma das principais queixas dos parlamentares ao longo dos últimos governos em Campinas foi a falta de destinação para as emendas que viabilizaram os recursos para cidade. Muitas delas ficaram apenas no papel, uma vez que a falta de projetos ou até mesmo interferências políticas prejudicaram a aplicação da verba. O prefeito cassado Hélio de Oliveira Santos (PDT) não deu abertura na sua gestão para que os deputados participassem dos projetos na cidade. A ligação do pedetista era direta com os grandes caciques do Executivo, principalmente dentro do governo federal.

Jonas reassumiu sua cadeira de deputado federal e disse que, por também ter sido vereador e deputado estadual, sabe da importância da participação dos legisladores nas ações do Executivo. “Os deputados estão cientes dos problemas que Campinas enfrenta. São pessoas que já vêm se esforçando para ajudar a cidade. O que eu me comprometi com eles nessa área é que Campinas vai ter um departamento voltado para projetos e acompanhamento de convênios e que não vamos desperdiçar um centavo destinado à cidade”, afirmou.

Durante o encontro, que durou cerca de uma hora, Jonas afirmou que não houve um pedido específico aos deputados para a destinação de emendas ou para desenhar uma articulação política em prol de projetos previstos para Campinas, mas disse que as prioridades hoje estão nas áreas da Saúde, Educação e Transporte. Além das emendas, o prefeito eleito cobrou dos deputados que se faça um esforço para inserir a cidade em programas dos governos federal e estadual.

Força política

Os deputados se queixaram ontem de inúmeros projetos que viabilizaram para a cidade e que não foram colocados em prática pelas administrações anteriores. Animados com a possibilidade de um “palanque” para as suas ações dentro do próximo governo, os legisladores chamaram de “inovação” a aliança proposta por Jonas e disseram que vão apontar suas demandas.

Do outro lado, o prefeito eleito disse que o Executivo também deverá indicar prioridades aos parlamentares, mas que os gabinetes terão autonomia para mostrar seus projetos. “Nós teremos um colegiado. Eu combinei que de dois em dois meses devemos nos reunir para saber o que está acontecendo nas esferas estadual e federal. O mais importante é reacender a força política de Campinas”, disse o prefeito eleito.

O pessebista fez questão de afirmar que o Executivo não vai disputar espaço com os parlamentares e que as ações propostas pela bancada campineira terão visibilidade. “O deputado será valorizado pelo trabalho dele, valorizado politicamente e terá a paternidade e autoria reconhecida dos seus atos pelo prefeito. Na parte técnica, eu quero ser cobrado”, disse Jonas. O prefeito eleito fará visitas ao longo da semana ao Judiciário, Ministério Público e deve se encontrar com o arcebisbo Airton José dos Santos. Jonas também tem um encontro agendado com o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho.

SAIBA MAIS

Quem são os deputados de Campinas

Bancada na Assembleia Legislativa:

Feliciano Nahimy Filho (PEN)

Gerson Bittencourt (PT) (ausente)

Edmir Chedid (DEM)

Célia Leão (PSDB)

Davi Zaia (PPS) - Licenciado e atualmente secretário de Gestão Pública do governo do Estado

Bancada na Câmara dos Deputados:

Carlos Sampaio (PSDB)

Paulo Freire (PR) (ausente)

Aline Corrêa (PP)

Guilherme Campos (PSB) (ausente)

Salvador Zimbaldi (PDT)

 

Escrito por:

Milene Moreto