Publicado 05 de Novembro de 2012 - 22h54

Por Inaê Miranda

O Hospital e Maternidade Celso Pierro voltou a suspender nesta segunda-feira (5) o atendimento no pronto-sSocorro por causa da superlotação.

Apenas os casos graves, com risco de morte, tiveram atendimento garantido. De acordo com o hospital, o PS Adulto SUS possui oito leitos de retaguarda para atendimento de urgência e emergência, mas ontem estava com 46 pacientes internados. Uma sobrecarga de quase 600%. No dia 25 de outubro, o atendimento foi suspenso pelo mesmo motivo.

Segundo o hospital, apenas os pacientes levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), resgate e concessionárias de rodovias em estado grave seriam atendidos imediatamente. A situação só deve ser normalizada quando houver uma redução no número de leitos ocupados com a transferência de pacientes do pronto-socorro para outras unidades, alta ou internação nas enfermarias. O hospital pede para que os pacientes com menor gravidade procurem outros hospitais da cidade ou as unidades básicas de saúde.

Não é a primeira vez que o hospital suspende o atendimento em função da superlotação. A última delas foi há duas semanas e a reabertura só ocorreu no dia seguinte, após a Secretaria de Saúde afirmar que iria transferir pacientes que estavam internados no PS para outros hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade.

Esforços

Uma nota oficial divulgada na noite desta segunda-feira pela Prefeitura de Campinas informou que a Secretaria de Saúde, por meio da Central de Regulação e do Samu, estava fazendo esforços para evitar que os pacientes de urgência e emergência fossem levados para o Celso Pierro. Segundo a assessoria, este procedimento será mantido pela secretaria até que a situação do Celso Pierro seja normalizada. 

Escrito por:

Inaê Miranda