Publicado 05 de Novembro de 2012 - 18h26

Por Alenita Ramirez

Um dos suspeitos chega na delegacia do 4º DP, no bairro Taqauaral

Alenita Ramirez/AAN

Um dos suspeitos chega na delegacia do 4º DP, no bairro Taqauaral

Três bandidos - entre eles um adolescente de 14 anos - foram presos em fragrante na manhã desta segunda-feira (5) após invadir a casa de um empresário, no bairro Alto Taquaral, em Campinas.

Eles foram pegos pela Polícia Militar quando fugiam com joias e dinheiro no carro da família, um Honda Civic, ainda dentro do bairro que é cercado por bolsões.

Um deles, identificado como Carlos Eduardo da Silva Higino, de 32 anos, tentou atirar contra os policiais, mas acabou levando um tiro na perna esquerda. Ele estava nas margens do Ribeirão das Pedras e ao ser ferido, caiu dentro do rio e foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros ao Pronto-Socorro da Unicamp onde ficou internado sob escolta policial. Com Higino foi apreendido um revólver 38 com seis munições. Dentro do veículo, a polícia achou duas máscaras, um simulacro de pistola e os objetos roubados.

O assalto foi às 6h50 quando a mulher do empresário saía para levar a filha de 13 anos à escola. O trio estava no quintal. Segundo a polícia, os bandidos tinham pulado o muro de cerca de 3 metros de altura cerca de 50 minutos antes. "O casal ouviu barulhos, mas achou que era gato subindo no telhado e continuou dormindo", contou um vizinho amigo da família.

O empresário estava no quarto e foi acordado com os gritos da mulher que já tinha sido rendida e estava assustada. Ele foi até a sacada do sobrado e pulou de uma altura de 4 metros para o quintal do vizinho na busca de socorro. "Até a vizinhança acordou com os gritos da mulher" , disse o vizinho.

Com a queda, o empresário sofreu escoriações pelo corpo e quebrou o pé. Os vizinhos já tinham chamado a PM, que chegou pouco tempo depois, no entanto deu tempo para que os criminosos pegassem objetos na casa.

Na fuga, eles tiveram dificuldade em sair com o Civic, mas mesmo assim dirigiu por algumas ruas e se perderam com as vias sem saída.

Higino estava na companhia do menor e de Adriano Costa Lima, de 31 anos. O adolescente se entregou sem reagir. Lima se embrenhou na mata e foi pego pela equipe do canil, com a ajuda do helicóptero Águia.

"Higino estava muito alterado, provavelmente drogado. Deu muito trabalho no resgate", comentou um policial que participou da prisão.

O empresário foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Pronto-Socorro São José e depois transferido para hospital particular.

A ocorrência foi registrada na Delegacia da Infância e Juventude (DIJ). O menor é de família de classe média/alta e mora no bairro Santa Genebra.

A mãe do adolescente disse que esta é a segunda vez que o filho vai preso. "Não consigo entender: sempre dei tudo para ele. É minha tristeza", desabafou.

Escrito por:

Alenita Ramirez