Publicado 25 de Novembro de 2012 - 17h23

Por Daniela Nucci

Primeira missa com música sertaneja em Joaquim Egídio

Dominique Torquato/AAN

Primeira missa com música sertaneja em Joaquim Egídio

Cerca de 200 fiéis marcaram presença na primeira missa sertaneja realizada pela Paróquia Sant'Ana e a comunidade de São Joaquim e São Roque, em Joaquim Egídio, na manhã deste domingo (25).

A celebração aconteceu ao ar livre na Praça Dom Agnello Rossi e trouxe como proposta o resgate "saudoso" dos costumes de uma região de Campinas, onde ainda concentra uma extensa área rural, com costumes ligados ao sertanejo e que ainda sobrevivem na cidade.

Primeira missa com música sertaneja em Joaquim Egídio

"O nosso objetivo foi valorizar o homem do campo, que planta e cultiva o terreno, pedindo a Deus a proteção para a agricultura que depende muito da chuva e do sol" , disse um dos organizadores do evento, Décio Cesarini.

A missa, além de valorizar o homem do campo, utilizou-se de músicas de raiz. Foi uma celebração com o mesmo teor das demais, porém, a missa se aprofundou na valorização da cultura tradicional do sertanejo, agropecuário, celebrando o alimento por estes produzidos, bem como a condução do carro de boi, a cavalgada, as procissões, as festas regionais dos padroeiros, fortalecendo a identidade de uma comunidade.

Primeira missa com música sertaneja em Joaquim Egídio

"É um resgate da piedade popular. A missa sertaneja resgata valores das famílias que residem nos distritos através de cantos litúrgicos no estilo de viola. Rezamos de uma maneira diferente o mistério pascal de Jesus Cristo", comentou o padre Paulo Emíliano, responsável pela missa e pároco da Paróquia Sant'Ana de Sousas.

Os católicos presentes gostaram da novidade e aprovaram a ideia. "Achei muito interessante este tipo de missa porque valoriza a nossa cultura, além de ser muito agradável ouví-la num ritmo sertanejo e ao ar livre", disse a professora Marisa Alves Luz, de 44 anos.

No final da celebração, houve uma procissão do ofertório com produtos da terra como verduras, legumes, café e leite, que foram distribuídos aos presentes.

Primeira missa com música sertaneja em Joaquim Egídio

Para fechar com chave de ouro, o público ainda contou com a venda de pastéis e bebidas, relembrando as tradicionais quermesses como pontos de convivência social ao redor das praças das igrejas.

 

Escrito por:

Daniela Nucci