Histórico
CORREIO.COM.BR


HISTÓRICO

O projeto


Pioneiro no estado de São Paulo, o Correio Escola Multimídia surgiu em 1992, idealizado e coordenado pela professora Cecília Godoy Camargo Pavani, que fundou o Departamento de Educação do Grupo RAC, empresa de mídia responsável pela publicação do Correio Popular e do Correio.com, entre outros produtos jornalísticos do Interior paulista. Desde a sua criação, o projeto já teve vários formatos, adequando-se às necessidades e tendências da educação e da educomunicação. Em 21 anos, já atendeu cerca de 5 mil professores, 300 mil alunos e praticamente 100% das escolas públicas e particulares da s 19 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC).

O Projeto Correio Escola Multimídia tem como objetivo promover a leitura de textos midiáticos em sala de aula, em todos os níveis de ensino. Para isso, se propõe a oferecer formação continuada a professores e profissionais da educação, a partir de discussões sobre jornalismo, comunicação de massa, cultura digital e temáticas da atualidade, retratadas pela mídia. O projeto é vinculado ao Programa de Jornal e Educação (PJE) da Associação Nacional de Jornais (ANJ). Com o objetivo de oferecer constante atualização e também de produzir conhecimento sobre educomunicação, o projeto, em parceria com a ANJ, a Associação de Leitura do Brasil (ALB) e a Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) realiza eventos como o Fórum Permanente de Desafios do Magistério, com periodicidade bimestral, e o Seminário Nacional "O Professor e a Leitura de Jornal", a cada dois anos.

Em 2013, o Correio Escola Multimídia, novamente, se torna pioneiro ao lançar, em parceria com o Centro Universitário Salesiano (Unisal), o curso de especialização lato-sensu em "Educomunicação e Midialogia". Além disso, seu curso de extensão passa, neste mesmo ano, a ser oferecido em parceria com a Escola de Extensão da Unicamp (Extecamp), responsável por validar os certificados dos participantes.

Ações Complementares

O Correio Escola Multimídia também mantém, desde 2001, a publicação de material voltado à inclusão de pessoas como deficiência visual. Inicialmente no formato impresso e, desde 2008, de forma digital, o E-Braille é um site acessado por pessoas com deficiência visual por meio de leitores de tela, que transformam texto em som.

Desde 2011, o projeto também realiza, em parceria com a redação do Correio Popular, o concurso Experiência 10. Durante o ano, são elaboradas reportagens com professores que realizaram atividades diferenciadas e criativas com seus alunos. Ao final, todas os projetos são avaliados por um corpo de jurados especializado em educação e as melhores iniciativas, vindas tanto da escola pública quanto da particular, são premiadas.






Siga-nos nas redes sociais
Tempo Agora Cinema horoscopo estrada aeroportos transito