Publicado 10/07/2019 - 13h01 - Atualizado 10/07/2019 - 13h01

Por AFP


A população da União Europeia (UE) alcançou em 2018 a marca de 513,5 milhões de pessoas, 1,1 milhão a mais do que no mesmo período do ano anterior, segundo dados publicados nesta quarta-feira pelo Eurostat.

O crescimento demográfico se deve à chegada de migrantes à UE, mas, mesmo com o aumento da população, o saldo vegetativo - a diferença entre nascimentos e mortes - é negativo pelo segundo ano consecutivo.

Durante o ano de 2018, morreram 5,3 milhões de pessoas e nasceram 5 milhões, 118.000 nascimentos a menos que o ano anterior, segundo números divulgados até 1º de janeiro de 2019 pelo escritório europeu de estatísticas.

Por países, as taxas de natalidade mais elevadas correspondem à Irlanda (12,5 nascimentos para cada mil habitantes), Suécia (11,4), França (11,3) e Reino Unido (11), frente a Portugal (8,5), Grécia (8,1), Espanha (7,9) e Itália (7,3).

Com 83 milhões de habitantes (correspondente a 16,2% da EU), Alemanha segue sendo o país mais povoado do bloco, seguido da França (67 milhões), Reino Unido (66,6), Itália (60,4), Espanha (46,9) e Polônia (38).

Malta, Luxemburgo, Irlanda, Chipre e Suécia são os países onde a população mais cresce, frente à Letônia, Bulgária, Croácia e Romênia, que lideram a lista dos que mais perdem habitantes.

dma/tjc/mb/aa/cn

Escrito por:

AFP