Publicado 09/07/2019 - 22h00 - Atualizado 09/07/2019 - 22h00

Por Estadão Conteúdo


A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, foi exonerada para retomar à Câmara como deputada e reforçar o placar em favor da Reforma da Previdência. A licença da ministra foi confirmada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 9.

Mais cedo, já haviam sido exonerados os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e do Turismo, Marcelo Henrique Teixeira Dias, conhecido como Marcelo Álvaro Antônio, dentro da estratégia pró-reforma. O processo de votação da proposta começou hoje e pode se estender até o fim da semana. A expectativa é que os ministros licenciados retornem aos respectivos cargos depois que a votação for concluída.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, também tem mandato de deputado federal, mas não deve deixar o ministério para a votação. A avaliação é de que o seu suplente, Darcísio Perondi (MDB-RS), é "voto fechado" a favor da reforma. Perondi é vice-líder do governo Bolsonaro e defende a proposta desde o governo do ex-presidente Michel Temer.

Escrito por:

Estadão Conteúdo