Publicado 08/07/2019 - 13h45 - Atualizado 08/07/2019 - 13h45

Por Agência Brasil


O embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, disse hoje (8), em Brasília, que a aprovação pelo Congresso Nacional de reformas, como a da Previdência, pode estimular que mais empresas japonesas invistam no Brasil.

?Estou convicto de que, se as reformas avançarem, muitas empresas japonesas voltarão a olhar para o Brasil novamente para se instalar e aumentar os investimentos?, afirmou, destacando a cooperação econômica entre os dois países.

A declaração foi feita durante sessão solene no Senado em homenagem aos 111 anos da imigração japonesa no país.







Senado realizou sessão para comemorar 111 anos da imigração japonesa     (Marcelo Camargo/Agência Brasil)


?Terceira maior economia do mundo, o Japão apresenta muitas oportunidades e oferece enorme potencial para as exportações brasileiras. Parceiro mais tradicional do Brasil na Ásia e com quem temos cooperação técnica há 60 anos, o governo brasileiro tem envidado esforços para o início das negociações comerciais Mercosul e Japão, um melhor acesso de produtos de nosso agronegócio, a diversificação de nossas exportações e atração de novos investimentos japoneses?  ressaltou a diretora do departamento de Japão e Pacífico do Ministério de Relações Exteriores, Cecília Ishitani.

A sessão - proposta pela senadora Leila Barros (PSB - DF) - lembrou a chegada , em junho de 1908, do navio Kasato Maru, no Porto de Santos (SP), trazendo 781 japoneses para trabalhar nas fazendas do interior paulista.

Hoje, o Brasil abriga a maior comunidade de descendentes nipônicos do mundo, com cerca de 2 milhões de pessoas.

A solenidade teve ainda dança típica japonesa e apresentação de judô.

Escrito por:

Agência Brasil