Publicado 11/07/2019 - 16h15 - Atualizado 11/07/2019 - 16h15

Por Estadão Conteúdo

Serena arrasou a checa Barbora Strycova por 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/2

Daniel Leal-Olivas / AFP

Serena arrasou a checa Barbora Strycova por 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/2

De volta às quadras no ano passado após o nascimento do primeiro filho, a norte-americana Serena Williams terá mais uma chance de conquistar um título de Grand Slam desde o Aberto da Austrália de 2017 e, assim, igualar o recorde absoluto de 24 taças da australiana Margaret Court. Nesta quinta-feira, a ex-número 1 do mundo e atual 10.ª colocada do ranking da WTA arrasou a checa Barbora Strycova por 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/2, em apenas 59 minutos - para avançar à final de Wimbledon.
Esta será a terceira vez que Serena Williams tentará empatar com Margaret Court e alcançar o recorde absoluto de títulos de Grand Slam desde que chegou à 23.ª conquista. A primeira chance que ela teve foi justamente em Wimbledon, no ano passado, sendo derrotada pela alemã Angelique Kerber. A segunda oportunidade veio também em 2018, quando perdeu a final do US Open, em Nova York, para a japonesa Naomi Osaka.
Neste sábado, o desafio para ser campeã em Wimbledon pela oitava vez na carreira profissional e igualar a marca histórica será contra a romena Simona Halep, que mais cedo também arrasou a sua adversária na semifinal, a ucraniana Elina Svitolina, cedendo apenas quatro games em uma vitória por 2 sets a 0, em pouco mais de uma hora de jogo.
O duelo entre Serena Williams e Simona Halep será o 11.º entre as duas no circuito profissional. O domínio no confronto direto é total da norte-americana, que lidera por 9 a 1. A única vitória da romena foi no WTA Finals de 2014, em Cingapura. O último jogo aconteceu neste ano, no Aberto da Austrália, com triunfo de Serena nas oitavas de final.
Desde o início do jogo, o domínio foi de Serena Williams. No primeiro set, ela não demorou para quebrar o serviço de Barbora Strycova e controlar as ações. Depois de alcançar a vantagem, atropelou a tenista checa, atual número 54 do mundo, até fechar em 6/1.
Barbora Strycova até começou confirmando os seus saques no segundo set, mas durou pouco o equilíbrio em quadra. Sacando em 2/2, a checa acabou perdendo o serviço. Novamente com vantagem, Serena Williams embalou e não deu mais chances à rival, fechando em 6/2.
Dominante com o saque, vencendo 74% dos pontos em seus serviços, a caçula das irmãs Williams também se deu bem nas devoluções, faturando 51% dos pontos disputados. Ela cometeu os mesmos 10 erros não forçados de Barbora Strycova, mas deu um show nas bolas vencedoras, anotando mais que o triplo da rival (27 a 8).

Escrito por:

Estadão Conteúdo