-->

Publicado 10/07/2019 - 08h03 - Atualizado 10/07/2019 - 08h03

Por Da Agência Anhanguera

Pássaro que participou da competição em 2018: entidade ressalta respeito à legislação e repudia apreensão e tráfico de aves silvestres

Matheus Pereira/Especial para a AAN/17Jul2018

Pássaro que participou da competição em 2018: entidade ressalta respeito à legislação e repudia apreensão e tráfico de aves silvestres

Começa hoje e segue até dia 20 o 68º Campeonato Brasileiro de Ornitologia, em Itatiba. O evento reúne cerca de 50 mil pássaros em exposição. Também serão vendidos no local equipamentos, insumos e vários lançamentos do setor pet. No ano passado, a exposição contou com 40 mil aves e ao menos 15 mil pessoas passaram pelo local.
De acordo com a organização, o evento reúne as mais belas aves domésticas e exóticas, pertencentes a mais de mil criadores de diversos estados brasileiros. No concurso elas serão julgadas pela cor, plumagem, tamanho, postura e canto, entre outros critérios.
As aves são de várias espécies como canários domésticos de cor, porte e canto clássico, exóticos como os diamantes de Gold, bicolores, mandarins, bavetes e outros, e psitacídeos entre agapornis, periquitos ondulados, cacatuas, rosellas, tarantas entre outros.
O campeonato é realizado pela Federação Ornitológica do Brasil (FOB), em seu Centro de Eventos.
Para este ano, segundo a organização, a novidade da exposição são os canários de cor. Devido a mutações genéticas, segundo especialistas, eles deixaram de ter a cor verde original e atualmente apresentam mais de 700 cores. O canto segue o mesmo.
Também como novidade desta edição terão os psitacídeos de grande porte e os pequeninos exóticos, em dezenas de cores.
Curiosidade
Ao contrário do que muitos imaginam, os canários de canto representam apenas 1% do total de pássaros do campeonato. Eles exigem cuidado especial na criação para que aprendam os cantos clássicos e, curiosamente, cantam de bico fechado.
A história conta que, por volta dos anos 1.700, alguns trabalhadores da região de Harz, modesto vilarejo da Alemanha, foram os precursores desta linhagem na variação de canto clássico Harz-Roller. Os mineiros de carvão levavam canários em pequenas gaiolas para as minas. Na época, não havia dispositivos que detectassem a presença de gases tóxicos, e os canários eram como o alerta, pois morriam quando isso acontecia e os mineiros abandonavam o local. Pode-se dizer que estes animaizinhos salvaram a vida de muitos trabalhadores das minas alemãs.
A FOB tem 68 anos de atuação, agrega pouco mais de 207 clubes com cerca de seis mil criadores amadores de aves domésticas e exóticas. Trata-se de uma entidade sem fins lucrativos. “Estabelecida em conformidade com a legislação brasileira, orienta a criação doméstica, repudiando a apreensão e o tráfico de aves silvestres”, frisa a direção da Federação.
SERVIÇO
68º Campeonato Brasileiro de Ornitologia
Data: 10 a 20 de julho — Horário – 8 às 17 horas
Entrada e estacionamento: grátis
Alimentação: praça de food trucks
Local: Centro de Eventos da FOB
Endereço: Avenida Luciano Consoline, 1.500, Itatiba, SP

Escrito por:

Da Agência Anhanguera