Publicado 11/06/2019 - 19h15 - Atualizado 11/06/2019 - 19h15

Por AFP


O secretário americano de Estado, Mike Pompeo, prometeu nesta terça-feira que os Estados Unidos contribuirão com os esforços internacionais para enfrentar a poluição plástica, rebatendo as críticas de que Washington impede o consenso sobre a necessidade de se limpar os oceanos. Ao ser questionado no Senado americano sobre se os Estados Unidos estão detendo os esforços internacionais sobre o tema, Pompeo respondeu: "Isto é importante e uma prioridade" para o governo americano. "Espero que minha equipe não esteja fazendo corpo mole. Não deveríamos fazer isto e vou agir se for este o caso", disse Pompeo, sem precisar ações específicas. A cada ano, cerca de oito milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos, provocando a morte de um milhão de aves e de mais de 100 mil mamíferos marinhos, segundo a ONU. No mês passado, cerca de 180 países acertaram em Genebra a criação de um marco legal para regulamentar os rejeitos plásticos, mas os Estados Unidos não participaram porque não integram o Convênio da Basileia, uma tratado da ONU de 1989 que regula o transporte de rejeitos perigosos.Ativistas ambientais afirmam que Washington desalentou outros países que pretendiam endurecer o Convênio da Basileia, sob o argumento de que precisa de mais tempo.

Escrito por:

AFP