Publicado 11/06/2019 - 15h15 - Atualizado 11/06/2019 - 15h15

Por AFP



A Ripple,
líder mundial em soluções de blockchain empresarial para pagamentos
internacionais, inicia suas operações no Brasil para ampliar a presença
na América do Sul. Além disso, a Ripple está levando o experiente
empreendedor e executivo de fintechs Luiz Antonio Sacco como diretor
geral para promover a estratégia e desenvolver o ecossistema da Ripple
na região.

A Ripple exporá de 11 a 13 de junho na CIAB Febraban, onde apresentará a
RippleNet, uma rede global de pagamentos que facilita para bancos e
fornecedores de pagamentos a tarefa de enviar pagamentos internacionais
por todo o mundo. A atual infraestrutura de pagamentos é fragmentada e
gera desconfiança, tornando os pagamentos internacionais lentos,
ineficientes e onerosos para instituições financeiras e empresas. Com
isso, os pagamentos levam de três a cinco dias em média para serem
liquidados, apresentam um índice de 6% de falha e são bastante caros,
especialmente quando envolvem transações de baixo valor e elevado
volume. Com a RippleNet, os clientes podem superar esses desafios:
-- Velocidade: os pagamentos são liquidados em segundos, não em dias -- Certeza: total visibilidade de taxas, situação do pagamento e informações do cliente -- Custo: menos exigência de capital para pagamentos internacionais -- Acesso: conexões e regras padronizadas entre diferentes redes
"Em janeiro, a Ripple superou a marca de 200 clientes na RippleNet. A
empresa está passando por uma rápida ampliação de sua base de clientes
em todos os mercados, e o início de suas operações no Brasil ocorre em
resposta à alta demanda de clientes na América do Sul. Temos a sorte de
contar com Luiz para expandir nossa presença na região e ajudar nossos
clientes a lidarem com os desafios de pagamentos internacionais",
comentou Eric van Miltenburg, vice-presidente sênior de operações
globais.
Clientes da RippleNet

A Ripple já tem mais de uma dezena de instituições financeiras e
empresas de transferência de dinheiro brasileiras na RippleNet, entre
elas:
-- Santander Brasil: os clientes do Santander usufruem de tempos de transação mais rápidos e veem seus pagamentos serem liquidados em segundos, em comparação com uma média geral de três a cinco dias. O Santander Brasil é um dos maiores bancos comerciais do país, com mais de nove milhões de clientes. -- BeeTech: ao utilizar a RippleNet, a empresa pôde reduzir suas tarifas de US$ 20 para US$ 2. A BeeTech Global presta serviços de pagamentos internacionais a mais de 150 mil clientes em todo o mundo e é uma das muitas prestadoras de serviços de dinheiro emergentes que confiam em novas tecnologias como as oferecidas pela Ripple para proporcionar pagamentos internacionais mais rápidos, confiáveis e acessíveis. -- Banco Rendimento: o Banco Rendimento é pioneiro no espaço de pagamentos internacionais no Brasil. Com a RippleNet, seus clientes podem receber recursos em suas contas bancárias de modo mais rápido, seguro e barato.
"Vemos com grande otimismo a ampliação de nosso ecossistema na região e
a iniciativa de incluir ainda mais instituições financeiras na RippleNet
para proporcionar experiências de pagamento internacional excelentes e
eficientes a seus clientes", declarou Luiz Antonio Sacco, diretor geral
da Ripple para a América do Sul. "O Brasil lidera em inovação de
fintechs e está muito bem posicionado para abrir o caminho para a
América do Sul."

A Ripple está passando por um crescimento impressionante, acrescentando
em média de duas a três instituições financeiras por semana à RippleNet.
A empresa viu mais transações em sua rede no primeiro trimestre de 2019
que durante todo o ano de 2018. Em 2019, a Ripple está se concentrando
em ampliar sua base de clientes e equipe no Brasil e em toda a
América do Sul, inclusive em países como Chile, Peru e Argentina.
University Blockchain Research Initiative

Os esforços da Ripple no Brasil vão além de oferecer soluções de
software a instituições financeiras. Em linha com sua história como
empresa orientada por uma missão, a Ripple lançou no ano passado a
University Blockchain Research Initiative (UBRI) em apoio a pesquisa
acadêmica, desenvolvimento técnico e inovação em blockchain, criptomoeda
e pagamentos digitais.

A Ripple investiu recursos nas mais bem conceituadas universidades
brasileiras, entre elas, a Universidade de São Paulo (USP) e a Fundação
Getulio Vargas (FGV). A empresa está trabalhando com 15 professores da
USP e da FGV para prestar apoio à pesquisa acadêmica e ao
desenvolvimento técnico em disciplinas como Direito, Administração e
Engenharia.

"Acreditamos que as instituições acadêmicas desempenharão um papel
fundamental no mercado de blockchain daqui em diante. A USP e a FGV são
instituições inovadoras e com visão de futuro que estão investindo em
pesquisa na área de blockchain para explorar novos casos de uso e ajudar
a preparar os estudantes para futuras oportunidades de trabalho nesse
campo", concluiu Sacco.

Estão entre outras importantes instituições incluídas no programa
Stanford, University College London (UCL), Universidade da Pensilvânia,
Universidade de Waterloo e IIT Bombay.
Sobre a Ripple

A Ripple proporciona uma experiência sem atrito para enviar dinheiro
globalmente utilizando o poder do blockchain. Ao integrarem a crescente
rede mundial da Ripple (a RippleNet), instituições financeiras podem
processar os pagamentos de seus clientes em qualquer lugar do mundo de
modo instantâneo, confiável e economicamente acessível. Bancos e
fornecedores de pagamento podem utilizar o ativo digital XRP para
reduzir ainda mais seus custos e acessar novos mercados. Com escritórios
em São Francisco, Nova York, Londres, Mumbai, Singapura, Brasil e
Sydney, a Ripple tem mais de 200 clientes em todo o mundo.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada.
As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se
referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que
tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20190611005917/pt/ Contato RELACIONAMENTO COM A MÍDIA Stacey Ngo press@ripple.com

© 2019 Business Wire, Inc.

Aviso:
Este documento não é de autoria da AFP e a AFP não pode se responsabilizar por seu conteúdo.
Para esclarecer qualquer dúvida sobre o conteúdo, por favor, contate as pessoas/empresas indicadas neste comunicado de imprensa.

Escrito por:

AFP