Publicado 11/06/2019 - 14h45 - Atualizado 11/06/2019 - 14h45

Por AFP


Em função do escândalo "Ibizagate", as eleições legislativas antecipadas austríacas serão realizadas em 29 de setembro - de acordo com decisão adotada nessa terça-feira (11) em uma comissão do Parlamento.O chanceler conservador Sebastian Kurz anunciou em 18 de maio que convocaria eleições antecipadas após a divulgação de um vídeo comprometedor para o partido de extrema direita FPÖ, com quem formou uma coalizão no final de 2017.Kurz e o presidente da República, Alexander Van der Bellen, haviam declarado que preferiam que as eleições acontecessem no máximo em meados de setembro. O FPÖ e a oposição socialdemocrata SPÖ estabeleceram a data para 29 de setembro.Os dois partidos têm maioria no Parlamento, que ainda tem de ratificar a decisão formalmente.Apesar de estarem em lados totalmente opostos, os dois partidos uniram seus votos para destituir Kurz em 27 de maio, por meio de uma moção de censura. Desde então, um governo interino liderado pela magistrada Brigitte Bierlein dirige o país.Com resultados insatisfatórios nas eleições europeias de 26 de maio, tanto o FPÖ como o SPÖ queriam mais tempo para se recuperar. Já Kurz tem seu índice de popularidade mais alto e preferia realizar as eleições o mais rápido possível.Segundo as pesquisas, o ex-chanceler de 32 anos tem 38% das intenções de voto e aparece como grande favorito, na frente do SPÖ, com 23%, e do FPÖ, com 17%.phs/cls/es/eg/cr/tt

Escrito por:

AFP