Publicado 10/06/2019 - 09h15 - Atualizado 10/06/2019 - 09h15

Por AFP


O papa Francisco reiterou nesta segunda-feira o desejo de visitar o Iraque em 2020, apesar das condições de segurança precárias no país. "Um pensamento insistente me acompanha quando penso no Iraque, onde tenho a vontade de ir no próximo ano", disse o pontífice em um discurso, parcialmente improvisado, ao receber os participantes do encontro sobre as Obras de Ajudas às Igrejas Orientais (ROACO). O papa manifestou o desejo de que o país "não volte a cair nas tensões derivadas dos conflitos latentes entre as potências regionais", completou. Francisco considera o diálogo com o islã uma prioridade e já visitou vários países muçulmanos ou com maioria da população muçulmanas desde o início de seu pontificado, em 2013.O número dois do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, advertiu em janeiro que não estavam reunidas as condições para uma possível viagem de Francisco ao Iraque.Uma viagem como esta necessita de um "mínimo de condições [que] não estão reunidas atualmente", afirmou o cardeal, secretário de Estado do Vaticano, que visitou o Iraque a pedido do pontífice, que já havia manifestado o desejo de viajar a esta terra "que tanto sofreu".bur-kv/zm/fp

Escrito por:

AFP