Publicado 12/06/2019 - 10h21 - Atualizado 12/06/2019 - 10h24

Por Alenita Ramirez

Armados de rojões, pedras e paus, os bugrinos atacaram os torcedores do Coritiba, pouco antes da partida

Divulgação

Armados de rojões, pedras e paus, os bugrinos atacaram os torcedores do Coritiba, pouco antes da partida

Quase um mês depois do confronto com a torcida da Ponte Preta, quando um torcedor acabou baleado, a torcida do Guarani voltou na noite desta terça-feira (11) a protagonizar cenas de violência na cidade. Armados de rojões, pedras e paus, os bugrinos atacaram os torcedores do Coritiba, pouco antes da partida das duas equipes, realizada no estádio Brinco de Ouro. Eles estão sendo acusados de preparar uma emboscada contra os torcedores do time adversário.
Armados de rojões, pedras e paus, os bugrinos atacaram os torcedores do Coritiba, pouco antes da partida
Os grupos se enfrentaram em uma das entradas do estádio, num conflito que deixou ao menos 15 feridos levemente, segundo a Polícia Militar (PM). Uma pessoa foi presa com um revólver.
No dia 13 de maio, uma briga entre torcedores do Guarani e da Ponte Preta deixou um bugrino de 26 anos baleado e três feridos. A confusão aconteceu a cerca de 1 km do Estádio Brinco de Ouro. Neste caso, como houve registro da ocorrência, a Polícia Civil investiga se o confronto foi combinado pelas redes sociais e também se se trata de uma retaliação dos grupos adversários.
Veja as imagens registradas por testemunhas:

Escrito por:

Alenita Ramirez