Publicado 04/05/2019 - 16h17 - Atualizado // - h

Por Estadão Conteúdo

As reações de Trump ocorrem dias depois de o Facebook excluir as suas páginas de Louis Farrakhan e Alex Jones

France Press

As reações de Trump ocorrem dias depois de o Facebook excluir as suas páginas de Louis Farrakhan e Alex Jones

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou neste sábado, 4, as companhias de tecnologia após o Facebook excluir os perfis de diversas figuras extremistas.

Trump tuitou e retuitou as queixas na sexta-feira e no sábado. Em uma das mensagens, o presidente americano disse que vai acompanha "a censura de cidadãos americanos nas plataformas das redes sociais". Anteriormente, ele disse que as empresas que administram as redes sociais prejudicaram os conservadores, algo que as companhias dizer ser falso.

As reações de Trump ocorrem dias depois de o Facebook excluir as suas páginas de Louis Farrakhan e Alex Jones, além de outros líderes de extrema-direita. A alegação da empresa é que eles violaram a políticas de uso.

Outras personalidades direitistas que tiveram suas páginas excluídas foram Paul Nehlen, Milo Yiannopoulos, Paul Joseph Watson e Laura Loomer, além do site de Jones, o Infowars, que difunde frequentemente teorias conspiratórias.

A decisão do Facebook indica que a gigante das redes sociais está em plena campanha para excluir pessoas e grupos que promovem o ódio, o racismo e o antissemitismo. Fonte: Associated Press.

Escrito por:

Estadão Conteúdo