Publicado 06/05/2019 - 15h18 - Atualizado 21/05/2019 - 16h46

Por Fábio de Mello

João Vitor toca o boteco que aos sábados tem roda de samba ao vivo e é bom chegar cedo porque costuma lotar

Fábio Mello/AAN

João Vitor toca o boteco que aos sábados tem roda de samba ao vivo e é bom chegar cedo porque costuma lotar

Birosca que toca samba é quase sempre aprovada pelos botequeiros de carteirinha. Esse casamento, perfeito como cerveja gelada e torresmo, sempre gerou belos frutos. No ano passado, Campinas foi presenteada com um: o Samba Espetinhos, que leva a mistura a sério e fica numa esquina (número 120) da Avenida Doutor Arlindo Joaquim de Lemos. O bar oferece boa música e mais de vinte tipos de espetos, alguns deles vegetarianos.
Conheci sem querer. Passava sozinho pelo bairro, quando avistei o deque amplo, que abraça quase toda a fachada, coberto com mesas e guarda-sóis. Na parede lateral, um mural, que representa uma roda de samba, mostra que não há espaço para outros estilos musicais na bodega. O cenário é agradável para uma boa prosa, ao som do mais brasileiro dos ritmos. No sábado, quando tem gente tocando ao vivo, o botequim costuma ficar cheio e é bom chegar cedo para garantir uma boa mesa.
Desde o começo de 2018, a casa é capitaneada pelo jovem e simpático João Vitor, que decidiu abrir o comércio por amor ao churrasco e à cerveja. João participa da produção de alguns produtos que estão no cardápio. As linguiças caipira e toscana com queijo, de tirar o chapéu, vendidas como porção, são produzidas no sítio da família, onde há criação de suínos. O menu também conta com uma cachaça que leva o nome do bar. 
Entre os espetos, todos frescos e assados na hora, recomendo o de panceta e o de picanha. Para quem gosta, os sanduíches cortados em boquinha-de-anjo são uma delícia.
Para beber, além das cervejas e as caipirinhas preparadas com todo o carinho, o chope artesanal Farmer, também feito pelos donos da espetaria, é uma ótima opção. Saúde!
ONDE
SAMBA ESPETINHOS
Avenida Arlindo Joaquim de Lemos, 120 - Vila Lemos. De terça-feira a domingo, das 17h às 23h.
Essa é boa!
O homem chega no bar e diz para o dono:
- Eu quero um copo de cachaça.
O dono serve a bebida e o homem pega um canudo no bolso e coloca no copo. O dono então pergunta:
- Você não está muito grandinho pra usar canudo?
E o homem responde:
- É que eu prometi para minha mulher que nunca mais colocaria a boca em um copo de cachaça.

Escrito por:

Fábio de Mello