Publicado 12/05/2019 - 16h27 - Atualizado 12/05/2019 - 16h27

Por Carlos Rodrigues

Depois de enfrentar problemas de lesão e atuar em apenas dois jogos no ano, Lenon volta a ocupar a lateral-direita do Guarani na partida das 20h

Letícia Martins/Guarani FC

Depois de enfrentar problemas de lesão e atuar em apenas dois jogos no ano, Lenon volta a ocupar a lateral-direita do Guarani na partida das 20h

Após um início de campanha ruim, o Guarani quer finalmente 'entrar' na Série B do Campeonato Brasileiro a partir de amanhã. Depois de 12 dias de preparação exclusiva, o Bugre mira a reabilitação na partida contra o Vitória, às 20h, no Brinco de Ouro, pela terceira rodada. Vivendo um jejum de oito jogos sem conquistar um resultado positivo, o time quer fazer valer o fator casa para amenizar a pressão e reconquistar a confiança.
A marca de não vencer desde 23 de fevereiro, quando bateu o São Caetano ainda pelo Campeonato Paulista, segue perseguindo o elenco e é tema das conversas do técnico Vinícius Eutrópio. Por isso, tirar esse peso dos ombros imediatamente é tão importante. "Eu evito falar diretamente sobre o assunto, mas insiro quase que diariamente o assunto. Estamos aqui há duas partidas, mas infelizmente a gente carrega esse número", explica. "O que a gente tem que focar é partida a partida. Vamos dar confiança e tranquilidade aos jogadores porque automaticamente o time ganha corpo."
É fato notório o descontentamento do torcedor com a equipe, mas diretoria e comissão técnica trabalham para fazer com que as arquibancadas joguem. Em relação aos ingressos, o preço das entradas foi reduzido e o torcedor que levar um quilo de alimento paga meia em qualquer setor. Já, dentro de campo, a ordem é que o time lute a todo momento.
"Temos que jogar para a torcida. Ser um time ofensivo, guerreiro e que não desiste nunca. O torcedor é inteligente e tem discernimento. É só jogar e ter atitude. Contra o Figueirense tivemos e a torcida nos apoiou", destaca Eutrópio. "Não tem muito mistério e tenho certeza que daremos uma resposta", acrescenta o treinador, que cumpre suspensão após ter recebido cartão vermelho na derrota para o Oeste e será substituído no banco de reservas pelo auxiliar Evandro Guimarães.
Com tempo para trabalhar, o Bugre terá pelo menos duas novidades na equipe titular. Lenon volta para a lateral-direita no lugar de Bruno Lima, enquanto Éder Luis ganha a posição de Felipe Amorim. Outra possível modificação é a entrada de Deivid Souza na vaga de Mateusinho.
O adversário
Do outro lado, a equipe baiana vem de um resultado positivo e quer confirmar levando pelo menos um ponto de Campinas. "É um time forte, rápido e objetivo, que não é de tanta posse de bola e prioriza as jogadas laterais. Trabalhamos em cima das características positivas e negativas, e precisamos ter cuidado em duas coisas: a transição rápida deles e a bola aérea", finaliza Vinícius Eutrópio.
Lenon volta à equipe e espera engatar sequência
A passagem de Lenon pelo Guarani sempre foi sinônimo de regularidade. Entre 2016 e 2018, o jogador só ficou de fora do time em 12 partidas, mas essa realidade começou diferente na atual temporada. Desde que retornou de um empréstimo para o Vasco, o volante de origem que se transformou em lateral-direito no Brinco de Ouro não conseguiu engatar uma sequência. A partida de amanhã, contra o Vitória, é apenas a terceira dele no ano, e o atleta espera recuperar a estabilidade.
Problemas musculares foram os principais vilões. Uma lesão no reto femoral da coxa direita no ano passado atrapalhou a passagem de Lenon pelo time carioca e também causou efeitos em 2019. Depois de tratamento e fortalecimento, o jogador está preparado para recuperar a titularidade. "Tive dificuldade de me recuperar, mas nessas últimas semanas consegui treinar bem. Estou me preparando para voltar e ter sequência. Quero reconquistar as coisas que perdi por não estar jogando", diz o atleta, que soma 137 partidas com a camisa bugrina.
Durante o período de preparação para a Série B, Lenon chegou a ser observado pelo técnico Vinícius Eutrópio no meio-campo. No entanto, as más atuações dos laterais-direitos no início do campeonato fez o treinador repensar a ideia, e confirmar o jogador na linha defensiva. "Todo mundo agora me vê como lateral, pelo que passei aqui até chegar no Vasco, mas se precisar colocar no meio não tem problema algum. Não teve nenhum pedido especial da parte dele, só as orientações do dia a dia pra função que tenho que desempenhar."
FICHA TÉCNICA
GUARANI
Giovanni; Lenon, Ferreira, Xandão e Inácio; Deivid e Ricardinho; Mateusinho (Deivid Souza), Arthur Rezende e Éder Luis; Diego Cardoso. Técnico: Vinícius Eutrópio.
VITÓRIA
Caíque; Matheus Rocha, Everton Sena, Victor Ramos e Capa; Léo Gomes e Rodrigo Andrade; Ruan Levine, Andrigo e Felipe Garcia (David); Neto Baiano. Técnico: Cláudio Tencati.
Local: Estádio Brinco de Ouro. Horário: 20h. Juiz: Felipe Fernandes de Lima (MG).

Escrito por:

Carlos Rodrigues