Publicado 10/05/2019 - 23h45 - Atualizado 10/05/2019 - 23h46

Por Paulo Santana

Lance durante a partida entre Vila Nova e Ponte Preta, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro 2019 no Estádio Serra Dourada em Goiânia(GO), nesta sexta (10)

CARLOS COSTA/ESTADÃO

Lance durante a partida entre Vila Nova e Ponte Preta, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro 2019 no Estádio Serra Dourada em Goiânia(GO), nesta sexta (10)

Com boa dose de transpiração, mas pouca inspiração, a Ponte Preta ficou no empate sem gols com o Vila Nova, ontem à noite, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com este resultado, a Macaca segue sem vencer na competição (dois empates e uma derrota) e ocupa a 14ª posição na tabela de classificação.
Vale lembrar que a Ponte jogou boa parte do segundo tempo com um atleta a mais e mesmo assim não deu nenhum chute contra o gol do time goiano. O próximo compromisso está marcado para o dia 17, sexta-feira, no Majestoso, diante do Operário-PR.
Com mudanças de nomes, posicionamento e postura, a Ponte Preta teve um primeiro tempo bastante interessante. Mas, jogando em casa, o Vila não abriu mãos da pressão.
Aos 14', o time goiano vacilou na saída de bola, Matheus Vargas aproveitou, invadiu a área e bateu cruzado, mas acertou a trave de Rafael Santos. O time da casa respondeu aos 15'. Depois de uma rápida batida de falta, Juninho recebeu de Facundo Boné e, dentro da pequena área, conseguiu fazer o mais difícil e jogou a bola pela linha de fundo. Uma chance incrível e que foi desperdiçada.
Dois minutos depois, Gerson Magrão bateu falta, Facundo Batista desviou de cabeça e Edson errou no momento de finalizar. A bola ainda ficou limpa para Airton que acertou a rede pelo lado de fora.
O Vila Nova só voltou a levar perigo aos 31' quando Alan Mineiro cruzou para dentro da área. Hélder tentou de cabeça e colocou a bola bem próxima da trave de Ivan.
O segundo tempo teve mais calmaria do que emoção. A Macaca não conseguia chegar ao ataque porque o Vila se posicionou bem na defesa e não permitiu qualquer investida. A situação parecia que poderia ficar mais tranquila depois que Alan Mineiro foi expulso de campo aos 27' por falta por trás em Edson, mas não foi bem assim.
Nada mudou e a Ponte continuou sem conseguir encontrar espaço para chegar ao ataque. Sem outra alternativa, passou a se defender com mais cuidado para segurar o empate, já que estava jogando fora de seus domínios.
Com um novo posicionamento defensivo, o goleiro Ivan gostou. “Me senti mais protegido. A gente ficou com mais posse de bola e praticamente não sofreu. Só faltou definir quando teve a chance no ataque. Vai melhorar, tenho certeza disso”, disse.

Escrito por:

Paulo Santana