Publicado 06/05/2019 - 18h11 - Atualizado 06/05/2019 - 18h11

Por Estadão Conteúdo

Kompany marcou o gol da vitória do Manchester City

Oli Scarff / AFP

Kompany marcou o gol da vitória do Manchester City

Com um golaço do zagueiro Kompany, o Manchester City se aproximou do título do Campeonato Inglês nesta segunda-feira, no encerramento da 37ª e penúltima rodada. O time comandado por Josep Guardiola venceu o Leicester City por 1 a 0, retomou a liderança da tabela e voltou a desbancar o Liverpool.
Assim, o time de Manchester chegou aos 95 pontos, contra 94 do Liverpool, que sofreu para vencer o Newcastle por 3 a 2, no sábado. Agora, para sacramentar o bicampeonato inglês, o City só precisa vencer fora de casa o Brighton and Hove Albion, que não corre mais risco de rebaixamento, no domingo que vem.
No mesmo dia e horário, o Liverpool vai receber o Wolverhampton, diante de sua torcida. Um tropeço dos anfitriões já será o suficiente para o Manchester comemorar o título mesmo que seja derrotado em seu jogo. O Leicester, por sua vez, ocupa o nono posto da tabela, com 51 pontos.
O JOGO - Pressionado pelo triunfo do Liverpool no sábado, o City partiu para cima nos primeiros minutos e tentou impor pressão. Mas não teve sucesso, em razão da solidez exibida pela defesa do Leicester. Tanto que a primeira boa chance do jogo veio dos visitantes. Aos 7, Tielemans deu belo corte no marcador e bateu forte e rasteiro. Kompany bloqueou o chute e evitou o que poderia ser o primeiro gol da partida.
A resposta do City veio três minutos depois. Phil Foden bateu colocado e o goleiro Kasper Schmeichel fez a defesa. O duelo seguiu equilibrado até os 30 minutos, quando o time de Manchester partiu para o jogo franco e assumiu o controle total da partida.
Na melhor oportunidade, aos 31, Agüero quase abriu o marcador. Após cobrança de escanteio na área, o argentino desviou de cabeça. A bola pegou no travessão e Schmeichel evitou o gol em cima da linha. Parte da torcida até comemorou o gol, mas a bola não chegou a entrar.
Na sequência, o City abafou o Leicester, porém sem conseguir jogadas mais agudas no setor ofensivo. Os visitantes, então, recuaram de vez e passaram a atuar no contra-ataque a partir dos minutos finais do primeiro tempo.
No início da segunda etapa, a pressão do City aumentou. Com Sané no lugar de Foden, os anfitriões ganharam força também pelos lados do campo. As chances começaram a se acumular, ainda que raras chegavam a exigir trabalho de Schmeichel. Aos 13, o City pediu pênalti sobre Sterling, em rápida jogada pela esquerda. O árbitro mandou o lance seguir.
Acuado, o Leicester assustou cinco minutos depois em veloz contra-ataque. Albrighton bateu de fora da área e mandou perto do gol de Ederson. Mas não passou disso.
O time da casa foi aumentando a pressão a cada minuto. Aos 23, Agüero só não marcou porque Schmeichel fez linda defesa quase em cima da linha. Um minuto depois, o goleiro nada pôde fazer para evitar o gol da vitória do Manchester.
Sem marcação, o zagueiro Kompany acertou lindo e forte chute de fora da área. A bola entrou exatamente no ângulo esquerdo de Schmeichel, praticamente sem chances para o goleiro. Depois do gol, o City reduziu o ritmo e até levou um susto do Leicester, mas se salvou e garantiu o triunfo e a primeira colocação da tabela.

Escrito por:

Estadão Conteúdo