Publicado 02/05/2019 - 22h55 - Atualizado 02/05/2019 - 22h59

Por Carlos Rodrigues

Xandão falou sobre a má fase:

Letícia Martins/Guarani FC

Xandão falou sobre a má fase: "Tem que treinar, não tem segredo"

Ainda sem vencer na Série B após duas rodadas, o Guarani só volta a campo dia 13, em partida contra o Vitória, no Brinco de Ouro, e quer aproveitar esse período sem atuar para 'arrumar a casa'. O início irregular de campeonato, aliado à má fase vivida pelo time, deixa comissão técnica e jogadores em alerta e o objetivo é utilizar bem o tempo para que o Bugre consiga reagir imediatamente.
Logo após a derrota para o Oeste, em Barueri, a torcida já deixou o recado de insatisfação com os gritos de 'time sem vergonha'. O zagueiro Xandão comentou o momento e exaltou os dias de preparação. "Tem que treinar, não tem segredo. É bom ter esse espaço maior de trabalho para poder corrigir os erros e acertar a equipe. É evidente que há detalhes a serem acertados. Não sei em termos táticos, se o professor já tem a equipe definida, mas são detalhes de compactação entre defesa, meio e ataque. Coisas que precisam melhorar. Tem que tirar proveito para que isso possa ser trabalhado e na próxima partida já possamos mostrar resultados", disse.
O técnico Vinícius Eutrópio reconheceu a pressão, mas disse que a única receita é trabalhar para reverter a situação. "Tem que saber trabalhar sob pressão. O Guarani é grande, tem camisa e tradição, então temos que ficar calados e trabalhar muito. Fazer as melhores escolhas para trazer o resultado contra o Vitória", diz. "Tenho todo elenco à disposição, vamos aproveitar esses dias e com certeza tem que haver mudança. Essa é minha função, achar soluções dentro do que a gente tem no plantel."
Embora não tenha desfalque de peças, o próprio treinador será baixa na próxima rodada. Por conta das novas regras, que permitem cartões também para a comissão técnica, Eutrópio recebeu dois amarelos e consequentemente o vermelho do árbitro goiano Elmo Resende Cunha. Na súmula, o juiz goiano justificou a expulsão por conta da reincidência do comandante bugrino em reclamar e ao dizer que a arbitragem estava de 'sacanagem'.
Eutrópio ainda não indicou as trocas que pode realizar, mas deve ganhar uma nova opção, já que Deivid foi anunciado ontem e trabalhou com o grupo. O atacante, que passou pelo Brinco em 2016, disputou o Paulistão pelo Red Bull.

Escrito por:

Carlos Rodrigues