Publicado 01/05/2019 - 12h55 - Atualizado 01/05/2019 - 12h55

Por Divulgação

Autódromo de Ímola vai ganhar mural de Kobra

Divulgação

Autódromo de Ímola vai ganhar mural de Kobra

O artista paulistano Eduardo Kobra, 43 anos, recebeu um convite para fazer uma obra em homenagem a Ayrton Senna, no autódromo de Ímola, na Itália, circuito onde o piloto brasileiro faleceu há 25 anos. Senna é uma das grandes referências da vida de Kobra, que em 2015 pintou o mural "A Lenda do Brasil", de 41 metros por 17,5 metros, na rua da Consolação, 2608 (na esquina da rua da Consolação com rua Vinícius de Moraes, em frente à Praça José Molina), em São Paulo.
Autódromo de Ímola vai ganhar mural de Kobra
"Embora em não seja muito ligado à área esportiva, o Senna é uma das grandes referências da minha vida, por seu exemplo de talento, determinação e superação, que serviram de inspiração para um jovem vindo da periferia de São Paulo e que precisava de estímulo e bons exemplos para prosseguir", afirma Kobra, que já pintou diversos murais sobre o tricampeão mundial de Fórmula 1 (nascido em 21 de março de 1960, em São Paulo, e que faleceu, ao bater violentamente nos muros da curva Tamburello, no GP de São Marino, em Imola, Itália, no dia 1º. de maio de 1994).
Em Imola, o mural será feito em uma região próxima ao grid de largada, na fachada do museu Checco Costa, no lado interno do autódromo, com cerca de 100 metros quadrados, que perderá a atual cor vermelha para receber os desenhos e cores do conhecido artista brasileiro. Embora não receba mais GPs da F-1, o Circuito de Ímola é o palco de inúmeras provas de diversas categorias automobilísticas, além de também atrair muitos turistas, especialmente japoneses e brasileiros, que procuram reverenciar o ídolo. "É certamente a pessoa que mais pintei em minha vida. Foram cerca de 10 murais de pequeno, médio e grade porte, além de uma tela. "Senna transformou o ato de dirigir carros de corrida em, além de um esporte, uma verdadeira arte, que encantava a todos", diz Kobra, que acrescenta: "Em todos os murais que faço no mundo pinto a bandeira do Brasil, o que é influência direta do orgulho que Ayrton Senna tinha de carregar a bandeira brasileira após as provas".
De acordo com Kobra, ele já começou a desenvolver desenhos para estudar o fará em Imola, que vão desde uma sequência de cenas que mostram Ayrton Senna desde criança até à fase adulta, até uma única imagem com o piloto dentro do carro. "Mas antes, preciso, como sempre faço em relação ao Senna, pedir a autorização para o Instituto Ayrton Senna, que é gerenciado pela família do piloto. Só depois é que pretendo visitar Ímola e, se tudo der certo, começar em junho deste ano a obra", afirma. O artista revela ainda que só em 2019 recebeu 30 convites para trabalhos no Exterior e que não dá para aceitar a maioria, por querer realizar vários murais no Brasil e também por estar preparando uma exposição na Europa ainda para este ano. "Mas o do Senna faço questão. É e sempre será um grande exemplo para mim e para tantas e tantas pessoas em nosso País", diz o muralista.
Sobre Eduardo Kobra
Eduardo Kobra é um expoente da neo-vanguarda paulistana. Começou como pichador, tornou-se grafiteiro e hoje se define como muralista. Seu talento brota por volta de 1987, no bairro do Campo Limpo com o pixo e o graffiti, caros ao movimento Hip Hop, e se espalha pela cidade e pelo mundo. Com os desdobramentos que a arte urbana ganhou em São Paulo, ele derivou - com o Studio Kobra, criado em 95 - para um muralismo original - inspirado em muitos artistas, especialmente os pintores mexicanos e norte-americanos, beneficiando-se das características de artista experimentador, bom desenhista e hábil pintor realista. Suas criações são ricas em detalhes, que mesclam realidade e um certo "transformismo" grafiteiro.

Escrito por:

Divulgação