Publicado 17/05/2019 - 22h36 - Atualizado 17/05/2019 - 22h36

Por Agência Anhanguera de Notícias

Show da banda Golonka propõe movimento em tempos de rigidez

Divulgação

Show da banda Golonka propõe movimento em tempos de rigidez

A banda paulistana Golonka aporta em Campinas para apresentar o show 'Re-Transa', que marca o lançamento do DVD homônimo, releitura dançante e visceral de 'Transa', álbum antológico lançado por Caetano Veloso em 1972, no auge da ditadura militar e que se tornou um marco do Tropicalismo. O show ocorre neste sábado (18), no Echos Studio Bar, em Barão Geraldo. A noite conta ainda com discotecagem a cargo do DJ Digão, que leva seus discos tropicalistas para a pista.
O show e DVD propõem movimento em tempos de rigidez, grito em tempos de silêncio. A Golonka é um trio de rock’n’roll que swinga no samba-reggae das ladeiras de Salvador no meio da garoa de São Paulo. O som é pesado e vai direto ao encontro do movimento de todo mundo que sua, remexe e balança na pista.
Sesc-Campinas
Também neste sábado, a Banda Maglore, quarteto baiano de rock alternativo e MPB, celebra dez anos de trajetória apresentando um compilado de seus discos, em show gratuito no Jardim do Galpão do Sesc Campinas. A banda composta por Lelo Brandão (teclado, guitarra e voz), Felipe Dieder (bateria), Teago Oliveira (guitarra e voz) e Lucas Oliveira (baixo e voz) já lançou quatro álbuns, 'Veroz' (2011), considerado uma das revelações e indicado, em 2012, ao Prêmio da Música Brasileira; 'Vamos pra Rua' (2013), com participações de Carlinhos Brow e Wado; 'III' (2015); e 'Todas as Bandeiras' (2017), eleito o 15º melhor disco brasileiro do ano pela Revista Rolling Stone. 
AGENDE-SE
O quê: 'Re-Transa', com Golonka
Quando: neste sábado (18), às 22h
Onde: Echos Studio Bar (Rua Agostinho Pattaro, 54, Barão Geraldo, Campinas)
Quanto: R$ 10,00 com nome na lista (no evento do facebook) e R$ 20,00 porta
 
O quê: Maglore
Quando: neste sábado, às 16h30
Onde: Jardim do Galpão do Sesc Campinas (Rua D. José I, 270/333, Bonfim, fone: 3737-1500)
Quanto: entrada franca

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias

×