Publicado 16/05/2019 - 14h04 - Atualizado 16/05/2019 - 14h04

Por Da TV Press

No seriado, Drica é uma infectologista que se une aos colegas médicos

Divulgação/Globo

No seriado, Drica é uma infectologista que se une aos colegas médicos

A medicina sempre esteve presente na vida de Drica Moraes. Apesar de ter escolhido trabalhar como atriz, ela se acostumou a escutar termos médicos com frequência e a conviver de perto com a realidade desses profissionais. Isso porque seu marido, sua irmã e seu cunhado são médicos. Talvez seja por isso que a identificação com a série Sob Pressão tenha sido tão forte logo de cara. “E eu fui paciente por muitos anos, então tenho uma expertise de conhecer os dois lados da coisa. Então foi um presente poder contar um pouco dessa história, por mais dolorosa que ela seja”, orgulha-se a intérprete de Vera, lembrando o período em que tratou de uma leucemia mieloide aguda, em 2010.
No seriado, Drica é uma infectologista que se une a alguns colegas de trabalho com o intuito de reerguer o hospital e retomar o atendimento à comunidade em uma região que é dominada pela milícia. Mas, na verdade, a personagem se transforma com o decorrer dos episódios. Ela começa com muitas dores, oriundas de um passado pesado. “Ela vai se depurando ao longo da série pelo contato que tem com os médicos”, antecipa. Inclusive, Vera e Carolina, protagonista interpretada por Marjorie Estiano se tornam grandes amigas. “Tem coisas relacionadas à maternidade que unem muito essas personagens”, diz, sem entrar em detalhes.
Diante de uma trama tão realista como a de Sob Pressão, é impossível para Drica não se sensibilizar com a triste realidade da saúde pública no Brasil. Indignada com o que vê nos noticiários, a atriz acredita que falar sobre o assunto é importante para a sociedade compreender a forma como isso é tratado pelos políticos do Brasil. “Acho que este é o grande dedo na ferida que a série coloca. Me emocionei em muitas cenas. Você tem um contato com o desamparo do povo, da saúde pública. A gente observa isso já na sala da maquiagem, como as situações de sobrevivência são precárias. As pessoas continuam morrendo nas filas e isso me deixa muito arrasada”, lamenta.
Até então, Drica não acompanhava Sob Pressão. Por isso, assim que recebeu o convite para integrar o elenco, tratou de “tirar o atraso”. Em uma única noite, assistiu as duas temporadas da série.
A experiência foi tão intensa quanto dolorosa. “Eu sofri bastante. Foi bem difícil encarar crianças machucadas. Era um verdadeiro tiro no peito”, aponta. Justamente pelo teor violento de Sob Pressão, a atriz proibiu o filho, Mateus, de 10 anos, de assistir à produção. “Ele sabe que eu estou fazendo uma série sobre a saúde pública e que não poderia ver porque tem cenas violentas e fortes. De todo modo, ele está entrando numa idade que já, já vai ver”, pondera.

Escrito por:

Da TV Press