Publicado 08/05/2019 - 14h40 - Atualizado 08/05/2019 - 14h44

Por Divulgação

A Mostra traz o nome do dramaturgo que produziu o primeiro longa-metragem realizado na cidade,

Divulgação

A Mostra traz o nome do dramaturgo que produziu o primeiro longa-metragem realizado na cidade, "João da Mata", em 1923

O Museu da Imagem e Som (MIS) de Campinas sedia, na sexta, 10, e no sábado, 11, a Mostra Amilar Alves. O evento gratuito faz um resgate de filmes históricos e também apresenta debates sobre o cinema local. A Mostra traz o nome do dramaturgo que produziu o primeiro longa-metragem realizado na cidade, "João da Mata", em 1923.
O público poderá conferir os curtas "Ser", de Henrique de Oliveira Júnior, "Memórias em Celulóide", de Marcos Craveiro, "O Artista", de Luiz Carlos Ribeiro Borges, entre outros, e participar de bate-papo com os diretores Ribeiro Borges, Rolf de Luna Fonseca e Henrique de Oliveira Júnior.
A Mostra é uma produção da Câmara Temática do Audiovisual de Campinas, com apoio da Secretaria de Campinas.
Amilar Alves
 
Em 1923 estreava, em sessão especial no Teatro Rink, o primeiro filme realizado em Campinas, o longa-metragem João da Matta, de Amilar Alves (1881-1941). Tratava-se de uma obra ficcional, trazendo em seu enredo o conflito fundiário entre o camponês João da Matta e o personagem do Coronel, que pretendia lhe retirar as terras.
 
O longa, baseado em uma peça teatral do mesmo diretor, foi bem recebido pela imprensa, segundo os arquivos da época, e inauguraria o primeiro Ciclo de de Cinema de Campinas.
Programação
10 de maio (sexta)
19h30 - Abertura
Breve apresentação sobre Amilar Alves
Exibições:
"Ser" (1969). Direção: Henrique de Oliveira Júnior.
"Bailado" (1980). Direção: Henrique de Oliveira Júnior.
"Memórias em Celulóide" (2010). Direção: Marcos Craveiro.
Bate-papo com Henrique de Oliveira Júnior.
 
11 de maio (sábado)
18h
Exibições:
"Dez Jingles para Oswald de Andrade" (1972). Direção: Rolf de Luna Fonseca.
"O Artista" (1967). Direção: Luiz Carlos Ribeiro Borges.
"Um Pedreiro" (1966). Direção: Days Peixoto Fonseca.
Bate-papo com Rolf de Luna Fonseca e Luiz Carlos Ribeiro Borges.
 
Onde: Museu da Imagem e do Som de Campinas (Rua Regente Feijó, 859, Centro. Campinas).
Entrada gratuita.

Escrito por:

Divulgação